Jornal do Comércio: Museu em Balneário Piçarras exibe maior painel de fauna marinha do mundo

14 Julho 2017 13:50:00

Em escala real, museu apresenta os maiores animais de cada grupo já vistos nos oceanos do planeta

Foto: Felipe Bieging | JC

Texto Jornal do Comércio

O Museu Oceanográfico Univali, em Balneário Piçarras, instalou no último dia 8, o maior painel de fauna marinha do mundo, o "Gigante dos Oceanos".  Com 50 metros de comprimento e 7 metros de altura, ele foi criado com os maiores animais de cada grupo já registrados nos oceanos, todos em escala real.

"O painel Gigantes dos Oceanos é um projeto antigo, pois são enormes as limitações em reproduzir os maiores animais dos oceanos em um museu", explica o curador do Museu e autor do projeto, professor Jules Soto.

A impressão, fixada em um gradeado soldado em seis containers com diversos reforços estruturais, contém o maior de todos os animais que já existiu na Terra, uma baleia azul capturada na Antártica na década de 1930 e que mediu 33,6 metros e mais de 170 toneladas.

Um tubarão-baleia (com 12,65 metros e 21,5 toneladas), o mais longo peixe ósseo conhecido por Regaleco (medindo 8 metros), o mais pesado peixe ósseo, o peixe lua (que atinge 2300 kg e que também é o ser vivo com a maior taxa de crescimento dentre todos, atingindo 60 milhões de vezes o tamanho ao nascer) e o maior de todos os invertebrados, a lula colossal, (que chega a 12-14 metros e 750kg) também ilustram o painel.

Jules Soto acrescenta que o objetivo do trabalho vai além de simplesmente impressionar pelo tamanho. "Trata-se da primeira das grandes atrações do que estamos chamando de Parque Oceanográfico e que contemplará diversos equipamentos de grande poder educativo, cultural e turístico", revelou.

O painel busca ainda proporcionar senso de profundidade às pessoas. "Um dos principais objetivos do painel é fazer com que as pessoas sigam visualizando a imagem em direção ao céu e então imaginem o que representa os cerca de 4 mil metros de profundidade média dos oceanos, o que transforma proporcionalmente estes gigantes em formigas", detalha o curador.

O projeto é da Universidade do Vale do Itajaí e contou com a parceria da Secretaria Estadual de Desenvolvimento, do município de Balneário Piçarras e do Instituto Cultural Soto.

Museu da Univali

O Museu Oceanográfico da Univali abre as portas para o fundo do mar das 14h às 18h, entre terças e sextas, e das 10h às 18h, nos sábados e domingos.  O ingresso custa R$ 20. Crianças até 3 anos não pagam, de 3 a 14 anos pagam meia entrada. A partir de 60 anos completos, estudantes com identificação, professores com identificação, portadores de necessidades especiais, colaboradores da Univali e membros do ICOM também pagam meia.

A temática do Museu abrange a formação dos oceanos, a evolução dos seres vivos, a história da oceanografia, os recursos vivos e minerais dos oceanos e a preservação do meio-ambiente marinho.  "O acervo do Museu Oceanográfico possui itens da história do mergulho, datadas da década de 40 e utilizados pelos primeiros mergulhadores autônomos da história", frisou Jules Soto, curador.

A exposição oceanográfica tem mil metros quadrados, uma das maiores do Brasil, o que somado a todas as demais áreas do museu atinge aproximadamente quatro mil metros quadrados de área construída, classificando-o como um dos maiores museus de história natural da América Latina e o segundo maior museu oceanográfico do mundo.



SOSDesaparecidos.fw.png

 

 

logo Adjori - para o fundo escuro - transparente - MINI.fw.png

ASSOCIAÇÃO DOS JORNAIS DO INTERIOR DE SANTA CATARINA
Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 901 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 | (48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br