Logo Adjori
A arte de trançar couro passada de pai para filho
Kely Matos
22/3/2012 14:49:32
Eles são conhecidos como os Camarguinhos nos rodeios e entre a gauchada que gosta de laçar.
$alttext

 Tudo começou com o bisavô, Chico Alexandre, depois com o avô, João Maria Alves, e hoje pai e filhos são responsáveis por trançar os melhores laços da região serrana, para não dizer do sul do país. O pai, Antônio da Silva Camargo, tem 55 anos. Destes, 45 são destinados ao artesanato com couro, mais especificamente à fabricação de laços. A família é natural do interior de Cerro negro, mas há 18 anos mora em Campo Belo do Sul.

 
Os filhos  Renaldo, 30 anos, e Fabiano, 24 anos, aprenderam o ofício com o pai desde pequenos e hoje veem o artesanato como profissão e fonte de renda.
Renaldo há 22 anos se dedica ao trabalho, fez faculdade, formou-se em Educação Física e chegou a ser professor, mas abandonou a carreira para se dedicar  a trançar laços. O irmão mais novo, Fabiano, com 12 anos de experiência, também concluiu a faculdade, porém hoje divide o trabalho como professor de Matemática como artesão Os irmãos além de trançar os laços também os utilizam nos rodeios da região, mostrando que não é só atrás da maquininha totalmente artesanal na fabricação do laço que se destacam, eles já trouxeram vários troféus para casa e se mostram bons laçadores.
Hoje os laços da família Camargo viajam o país inteiro.
Está na qualidade o segredo para tanto sucesso. O processo de fabricação é lento e exige paciência. Desde a preparação do couro que é feita pelo pai, Antônio, até a secagem, corte e preparação do tento (tiras de couro prontas para tecer) e o laço pronto  leva em média seis dias.  Do processo de preparação até o tento pronto passa por aproximadamente doze etapas feitas artesanalmente. As ferramentas utilizadas  são facas, cravador, alicate, chumbinho e fita adesiva que são utilizados para dar peso ao laço. A família produz em média cinquenta laços ao mês todos por encomenda e os valores variam de R$ 12,50 o metro do laço de quatro  tentos a R$ 20,00 o metro do laço de oito tentos. Cada laço mede em média de dezoito a vinte metros. Assim, o preço médio de cada laço que varia de R$ 250,00 a quase R$ 500,00, tudo depende da quantidade de tentos que serão utilizados. 
A família comenta que cada cliente tem sua exigência e escolhe o tipo de laço que vai querer, muitas vezes eles são encomendados por telefone e enviados pelo correio a clientes  de outras cidades que eles nem conhecem e já compram os laços há algum tempo.
Recentemente a empresa Camaquense, da cidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul, entrou em contato para revender os laços da família Camargo. Essa empresa trabalha com produtos campeiros e procurava laços de qualidade. Durante o rodeio de Vacaria o trabalho da família Camargo chamou a atenção de um representante da empresa. Logo os laços campobelenses serão entregues para o Rio Grande do Sul.
A técnica foi aprendida com os antepassados, a matéria prima é somente couro de boa qualidade adquirido na região. As ferramentas de trabalho são totalmente artesanais, sem o uso de máquinas, isso se mistura a algumas invenções e adaptações da família, além do talento. Perguntado sobre o segredo  da qualidade do produto o filho Fabiano não se preocupou em dizer que é a calma e a paciência do pai que dedica todo o dia, das 7h às 22h praticamente 7 dias por semana, há 45 anos na fabricação do laço. Com essa profissão seu Antônio criou os quatro filhos, ajudou nos estudos de todos e hoje tem uma vida tranquila.
Seu Antônio diz que sempre está inovando. “A cada dia estamos melhorando e sempre aprendendo alguma coisa”, comentou.
Para quem quer conhecer o trabalho da família ou mesmo encomendar um laço de qualidade é só entrar em contato pelos fones (49) 3249-1082/8837-1177/8806-6055/8856-2097/9926-2332  ou pelo email fabi.gabi87@hotmail.com, na cidade de Campo Belo do Sul.
 
Ver comentários
Escrever comentários
Adjori  Brasil

Encontre um tema na

Busca por conteúdo

correiodoslagos
Assine
  Farmacenter
logo

Correio dos Lagos - Todos os direitos reservados.
Rua Frei Rogério, 405, Sala 2, Centro, Anita Garibaldi, CEP 88590-000
Fone (49) 3543-0260, e-mail: correiodoslagos@twc.com.br