Adjori/SC

 

Programa Mais Educação do CAE desenvolve Jornal Escolar
                Documentar, debater, conhecer e aprender é a proposta do jornal escolar produzido pelos estudantes do Programa Mais Educação em parceria com a EMEB Lucinda Maros Pscheidt, desenvolvido no CAE Vista Alegre, destacando a ressalva que a unidade atende também, alunos da EMEB Henrique Liebl e Programa PETI. O projeto integra uma das oficinas do programa: Jornal Escolar, com a proposta do exercício da cidadania, ao mesmo tempo, trabalha as questões pedagógicas pertinentes ao conteúdo escolar. O monitor do Projeto e coordenador do Mais Educação, Lucílio Duffeck, formalizou  parceria assinada com a Comunicação e Cultura, que é uma Organização não Governamental (ONG) fundada em 1988. Sediada em Fortaleza, no Ceará, tem como missão atuar em escolas, principalmente públicas, visando promover a formação cidadã de crianças e adolescentes e contribuir para a melhoria da qualidade do ensino, proporcionando apoio às escolas com jornal escolar e que desejam publicar o seu jornal, como resultado das atividades de Letramento, o guia do jornal apresenta: cinco sequências didáticas, com doze planos de aula, que cobrem um ano letivo; incluem ainda materiais para os alunos. Cada sequência trabalha um gênero textual específico e culmina com a publicação de uma edição do jornal (a escola recebe os materiais pelo correio). A parceria visa à formação e qualificação dos monitores e não tem custo para a escola/Secretaria de Educação, assim, o coordenador do programa, a professora de Letramento em Português/ Matemática Solange Dutra Xavier e assim sendo, também  estarei participando na revisão do Jornal, somos responsáveis pelo jornal escolar na unidade envolvendo todos os alunos do CAE. Os encontros são realizados duas vezes por semana, no contraturno das aulas nas escolas em que estudam, e se expandem para viagens, como também, atividades externas aos muros da escola. Recentemente visitaram o Jornal A Gazeta em São Bento do Sul, representado pelo Fernando Viliczinski apoiador do projeto. Os monitores apresentam propostas de visitas agendadas; na II Mostra de Conhecimento, que será realizada pelo Colégio Caminho do Saber e na Vitrine FM, para documentar toda a aula de campo, a oficina tem apresentado uma linha crescente de participação e aceitação dos estudantes. Para os participantes da oficina, a prática estimula ainda mais o aprendizado, trabalhando a timidez e ainda facilita a interação com os demais colegas da escola. A equipe da oficina é composta por cerca de 252 estudantes que se dividem entre dois turnos, sendo: nas quartas-feiras para o matutino e sextas-feiras para o vespertino, seguindo a proposta na duração de duas horas por encontro, conforme os subsídios pedagógicos da Comunicação e Cultura na produção do material que será trabalhado, passando pelo exercício de apresentação do jornal . O coordenador do programa Mais Educação, destaca que as oficinas têm apresentado resultados surpreendentes. As atividades integram, até mesmo, os mais indisciplinados e tem ainda verificado maior participação nas atividades escolares e melhora do aprendizado, porém salienta, ter encontrado muitas dificuldades diante da interpretação/escrita dos participantes, mesmo assim, prossegue sua didática aos educandos de estimular a consciências crítica do uso da linguagem no mundo e da sua formação enquanto ser participativo e agenciador em questões que lhe dizem respeito, dentro e fora da escola, usando as tecnologias de interação e comunicação. O projeto de Jornal Escolar foi iniciado em 2011, recebeu o nome: JANELINHA DE INFORMAÇÃO, através da colaboração de muita criatividade envolvendo todos os alunos, que desenvolveram diversas atividades tornando difícil a escolha do nome para a comissão julgadora formada por: pais, alunos e professores. Com isso, o Programa Mais Educação está permitindo aos envolvidos algo inovador, oportunidades de acesso ao mundo, apropriando-se das novas ferramentas culturais e intelectuais e, assim, integrarem-se ao mundo do saber com mais facilidade. Uma das características dessa oficina é sensibilizar os alunos para a prática da leitura e escrita e favorecer a interação do aluno com a realidade social, integradoras e inovadoras e acima de tudo contribuindo para a melhoria na qualidade do ensino.
Alunos pedem afastamento de professor suspeito de racismo no MA
                Alunos da Universidade Federal do Maranhão fizeram um abaixo-assinado na internet. Já são mais de 3,5 mil pessoas pedindo o afastamento de um professor suspeito de racismo pelos alunos do curso de engenharia química. As ofensas teriam sido dirigidas ao estudante nigeriano Nahy Ayuba. “Tem um dia que eu tirei nota baixa e ele falou que tenho que voltar para a África. Outro dia, ele disse que somos de mundos diferentes, aqui são civilizados. Aí eu me senti muito mal”, diz Ayuba, que abriu um processo criminal contra o professor. Em nota, o reitor da universidade disse que, se confirmadas às denúncias, o comportamento do professor será considerado lamentável e vergonhoso. Afirmou ainda que abriu um processo interno para investigar em detalhes, o que aconteceu e pediu ao Ministério Público que também entre no caso.
Professor pede 'desculpas'
                O professor divulgou uma nota à imprensa através do Maranhão em que pede desculpas pelo fato, a nota, foi confirmada pela UFMA, em uma "RETRATAÇÃO PÚBLICA
SC em greve há 50 dias
                Cerca de dez mil professores da rede estadual de ensino de Santa Catarina, segundo os cálculos da Polícia Militar, realizaram uma manifestação na tarde desta quarta-feira (06) em Florianópolis. Em greve há 50 dias, a classe rejeitou a proposta apresentada pelo governo estadual durante assembleia realizada na Passarela Nego Quirido, local utilizado para desfile das escolas de samba da capital. A decisão de manutenção da greve chegou a ser comemorada com foguetório pelos professores que lotaram as arquibancadas. Durante a definição pela continuidade da paralisação houve vários momentos de tensão. A maioria rejeitou a proposta apresentada pelo governador Raimundo Colombo e os grupos que se manifestaram pelo fim da greve foram vaiados pelos manifestantes. Alguns chegaram a ser ofendidos durante os pronunciamentos. A categoria exige o cumprimento do piso salarial nacional e a manutenção dos abonos e benefícios. O governo, por outro lado, admitiu cumprir o piso, mas apresentou uma proposta de redução dos outros rendimentos da classe. A greve dos professores de Santa Catarina afeta cerca de 700 mil alunos há quase dois meses. A estimativa do próprio Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sinte-SC) é a de que o ano letivo esteja comprometido na rede estadual de ensino.
 
MP dá 5 dias para prefeitura no PR recolher livros "racistas"
                O Ministério Público do Paraná (MP-PR) determinou nesta quarta-feira (06) o recolhimento de 13,5 mil livros distribuídos pela secretaria de Educação de Londrina para alunos da rede municipal. De acordo com o promotor Paulo Tavares, os cinco volumes da coleção Vivenciando a Cultura Afro-brasileira e Indígena apresentam conteúdo preconceituoso e inadequado, além de erros gramaticais e ortográficos. A prefeitura tem cinco dias recolher todos os exemplares das escolas.O custo para a aquisição dos livros foi de R$ 600 mil.
OAB: reprovação de 88% mostra "péssima" qualidade do ensino

                A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) comentou os resultados do último Exame de Ordem, realizado em dezembro de 2010, que reprovou 88,275% dos 106.891 bacharéis em Direito inscritos na seleção. Do total de candidatos, apenas 12.534 foram aprovados. O número é semelhante à edição anterior, quando a reprovação chegou a quase 90%.As boas universidades, na sua maioria públicas, apresentam mais de 60% dos seus alunos aprovados na primeira fase do exame. Enquanto isso, outras não conseguiram aprovar ninguém. O presidente (da OAB) Ophir Cavalcante vai apresentar esses dados ao Ministério da Educação para que medidas urgentes sejam tomadas. A OAB defende a extinção de vagas em cursos de Direito mal avaliados como forma de melhorar a qualidade do ensino
Jornal do Povo
Rua Otto Dettmer, 40 - Bela Vista
Cep 89295-000 - Rio Negrinho - SC

Tel.: (47) 3644-9395 - E-mail: dopovo@gmail.com
ae
Edição Impressa
Edição Impressa