A hidroponia como forma de sucessão no campo

Propriedade da família Stella tem 19 hectares e conseguiu manter os filhos no campo, entregando mil unidades de hortaliças por dia.

 estufas..JPG
Foto: Carla Dildey
Sr. Stella e os filhos, Maicon e Fábio, cuidando da produção de alface

O poder transformador do trabalho ensinado de pai para filho. Na comunidade de Santa Clara, interior de Joaçaba, reside a família Stella. Como em toda a pequena propriedade rural do sul do país o Sr. Valério Stella já trabalhou com gado de leite, suinocultura e lavoura, mas viu no cultivo de hortaliças uma forma digna e lucrativa de sustentar a família.

Há 12 anos iniciava-se o pequeno negócio de horticultura com o plantio das mudinhas de verdura diretamente no chão, depois com cobertura de estufa. Somente em 2012 que a família Stella resolveu utilizar a hidroponia como técnica de cultivo em que as raízes das plantas recebem uma solução nutritiva que contém água e todos os nutrientes essenciais ao desenvolvimento da planta. “A ideia de usarmos a hidroponia surgiu quando meu pai e meu irmão conheceram o trabalho de um produtor em Concórdia. Passamos a utilizar aqui, pois percebemos que o nosso solo já estava saturado, pois plantávamos sempre as mesmas variedades”, conta Maicon Stella.

O trabalho familiar executado por quatro pessoas inicia logo cedo, às 5h30 da manhã. O filho e engenheiro agrônomo, Maicon, acorda todos os dias nesse horário para fazer a colheita de cinco variedades de alface, rúcula, agrião, almeirão e temperos que abastecem 21 estabelecimentos comerciais de Joaçaba, Luzerna e Herval d’Oeste. Ao todo mil unidades são vendidas diariamente para supermercados, sacolões e restaurantes e o custo de cada unidade produzida gira nos R$0,85.

Dentre os principais benefícios da hidroponia está o fácil manejo, a qualidade das plantas, a não utilização de agrotóxicos e o bem estar do trabalhador. “De tudo que já fizemos desde a criação de porco, vaca de leite e lavoura o que mais compensa é o cultivo de verduras. O fácil manejo da hidroponia também nos ajuda no dia a dia”, comenta o proprietário Valério Stella, que junto com três filhos, Maicon, Fábio e Simone, administra os negócios.

 

Investimento em tecnologia se reflete em qualidade

A família Stella já investiu na construção de novas estufas de alta tecnologia que combatem até incidência de insetos. O investimento chegou à margem dos R$300 mil com previsão de retorno de até 10 anos. “Com as estufas existe alta eficiência no controle de pragas e doenças e isso se reflete na qualidade que chega até a mesa do consumidor, pois não é usado nenhum tipo de agrotóxico”, ressalta Maicon. Com o passar do tempo todas as culturas deverão ser produzidas nas novas estufas, dando ênfase à qualidade e ao aumento de variedades a serem cultivadas.

Sobre o consumo de água, a família Stella expõe que a hidroponia ainda é mais econômica do que os meios convencionais de plantio. “Uma planta no sistema convencional consome 5 litros de água/dia, enquanto a planta cultivada em hidroponia gasta de 300 a 500 ml/dia”, explica o sr. Valério Stella.

 

O desafio de permanecer no campo

Remando contra a tendência atual de deixar o campo, os filhos do casal Valério e Mercedes Stella focam seu trabalho no campo. Fábio, apesar de residir em Herval d’Oeste, trabalha todos os dias na propriedade. E Maicon e Simone moram e trabalham no campo. “Isso tudo exige muita organização nossa e estamos investindo a longo prazo para dar continuidade ao trabalho do nosso pai. Lavouras hoje em dia não dá mais e aviário ou chiqueiro aqui não daria certo devidos às exigências ambientais”, conta Fábio. 

Segundo eles também é necessário tratar o negócio como uma empresa. “Existem propriedades muito produtivas, mas o que falta é gestão e organização. Cada dia é um desafio, uma resolução. A gente se empenha e se desdobra para levar um produto de classe para os nossos clientes e obter lucro com isso, mas trabalhamos com o que gostamos e é isso que importa”, finaliza Maicon. 



HOTEL JATAGUÇA - café outubro.jpg
SOSDesaparecidos.fw.png
NAMAI_PrimAniv_Jornal_11x16cm.jpg
UNOESC.jpg
2-Folha da Manhã.jpg
logo - rodape.JPG

Rua Francisco Lindner 274 Ed. RM - 2º andar - Sala 03, centro/ Joaçaba - SC - Brasil / Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Empresa Jornalística Folha da Manhã