TANGARÁ

Vereadores aprovam contas de 2012 do Município

23 Novembro 2015 11:15:00

Câmara de Vereadores de Tangará realizou duas sessões ordinárias nas últimas semanas.

foto 2.JPG

A Câmara de Vereadores de Tangará realizou duas sessões ordinárias nos últimos 15 dias. Na segunda-feira (09), ocorreu a segunda sessão ordinária do mês de novembro, oportunidade em que foram aprovados dois projetos de lei em primeira votação, o de número 043, que dispõe sobre a anulação e suplementação de dotação orçamentária e o projeto de decreto legislativo número 003/2015, que dispõe sobre a aprovação das contas do poder Executivo Municipal de Tangará – exercício financeiro de 2012.

Também foi aprovado em segunda votação por todos os vereadores o projeto de lei 041, que altera redação do inciso 1 do artigo 5° da lei complementar n° 052, de 22 de novembro de 2010 e dá outras providências”.

Na palavra livre o Vereador Gilvanio Pontel solicitou que fosse encaminhado um ofício ao Executivo Municipal para que sejam realizadas melhorias na estrada que liga a comunidade de Santa Rosa com a comunidade Lins, próximo à residência do senhor Eudes Panceri, pois um buraco estaria dificultando o tráfego de veículos.

Já a terceira reunião ordinária de novembro ocorreu na segunda-feira (16), com a aprovação em segunda votação o projeto 043 e do projeto de decreto legislativo 003. Também foi aprovado em única votação por todos os vereadores a Moção de Apoio nº003/2015 “Projeto de lei Estadual nº 465/2015 – Moção de apoio às entidades Cooperativas – repúdio às normas restritivas que privilegiam apenas alguns setores do cooperativismo – apoio às reinvidicações das Unicafes”.

Na palavra livre o vereador Cezar Comachio solicitou ao Executivo Municipal que sejam tomadas providências sobre os reparos feitos pela CASAN (Companhia Catarinense de Águas e Saneamento), que retirou as pedras dos calçamentos de várias ruas do Município e não houve a recolocação das mesmas. “Isso pode causa causar acidentes e também danificar os veículos”, afirma.

O Vereador Pedro Magnagnagno pediu que fosse encaminhado um ofício ao Executivo Municipal, solicitando esclarecimentos sobre a propaganda do Programa Patrulha Agrícola do Governo Federal. Segundo ele, o Poder Executivo está divulgando o programa como se as máquinas já estivessem trabalhando na cidade, o que não é verdade. “Dá a impressão que a patrulha mecanizada já está trabalhando e a gente não vê uma máquina sequer”, afirma. 



HOTEL JATAGUÇA - café outubro.jpg
SOSDesaparecidos.fw.png
NAMAI_PrimAniv_Jornal_11x16cm.jpg
UNOESC.jpg
2-Folha da Manhã.jpg
logo - rodape.JPG

Rua Francisco Lindner 274 Ed. RM - 2º andar - Sala 03, centro/ Joaçaba - SC - Brasil / Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Empresa Jornalística Folha da Manhã