Adjori/SC
Saiba a diferença entre faringite e laringite
Márcia Adriana Daniel
30/7/2008 00:00:00
Saiba a diferença entre faringite e laringite

\"Ite é o sufixo de inflamação. Então faringite é a inflamação da faringe e laringite é a inflamação da laringe\", explica o otorrinolaringologista, José Maurício Budant. De acordo com ele, a faringe é o tubo que passa o ar e o alimento, e fica acima da laringe. E a laringe está localizada no início dos pulmões, local de passagem do ar. Conforme o profissional, a laringite é um sintoma que ocorre no resfriado, na bronquite, na pneumonia e em outras infecções respiratórias.

Há duas formas de laringite: aguda e crônica. A laringite aguda acontece de repente e não dura muito tempo. A laringite é chamada crônica quando a rouquidão dura um longo período. Segundo Budant, a laringite aguda é geralmente causada por um vírus mas pode resultar de uma infecção bacteriana. A laringite crônica pode ser causada por tabagismo, uso intenso da voz, tosse violenta, ou exposição a substâncias irritantes.

Os sintomas da laringite aguda ou crônica incluem: rouquidão, voz em tom grave e \"arranhada\", tosse seca, chiados, sensação de garganta seca, e a voz vai ficando fraca à medida que o dia progride. Ele destaca que permanecer saudável e repousar normalmente podem ajudar a diminuir as condições que predispõem a uma laringite. Além de evitar a exposição à fumaça e locais de ar seco e de beber bastante líquido, não gelado, não abusar das cordas vocais.

O otorrinolaringologista ressalta que a faringite que acontece subitamente, a faringite aguda, pode ser causada por bactérias, vírus, ou ambos. Já a faringite crônica ocorre quando uma infecção respiratória, sinusal ou da boca se \"espalha\" para a faringe. A faringite pode ser o primeiro sintoma de uma doença simples como a gripe ou o resfriado, ou de um problema mais grave.

O cigarro, o consumo grande de álcool, a inalação de ar muito poluído ou que contém fumaças industriais ou vapores químicos, ou o fato de engolir substâncias que queimam, corroem ou arranham a mucosa que reveste a garganta, podem causar faringite.

Os sintomas incluem: garganta avermelhada, com sensação de arranhado, que torna a respiração e a fala dolorosas, febre, dor de ouvido, gânglios do pescoço aumentados e dolorosos. Conforme o profissional, pastilhas e lavagens bucais podem ajudar a diminuir o desconforto. O gargarejo com água morna e a ingestão de líquidos também podem ajudar.

Algumas dicas para prevenção da faringite: não compartilhar talheres ou copos, não deixar que o nariz ou boca toquem telefones ou bebebouros públicos, evitar contato próximo de pessoas que estejam com dor de garganta e locais onde haja muita fumaça de cigarro.

Budant revela que as infecções são causadas por falhas do sistema imunológica ou vírus mais agressivo. O especialista destaca a importância de diferenciar as infecções para tratá-las de maneira correta.

Ver comentários
Escrever comentários
Assine..
Edição Digital
Você percebe redução do valor de sua conta de energia elétrica no horário de verão?
Sim
Não
Não analiso
ok
Museu