Adjori/SC
Catarata poder ser corrigida por meio de cirurgia
Fonte: Dinâmica Comunicação Empresarial
10/4/2012 18:03:51
A doença pode estar presente da forma congênita, ou também decorrer do envelhecimento.
$alttext

Considerada uma das maiores causas de cegueira evitável no mundo, a catarata é uma lesão ocular que afeta o cristalino. Essa lente que se encontra por trás da íris, e cuja transparência permite que os raios de luz o atravessem e alcancem a retina para formar a imagem, torna-se opaca, o que acaba dificultando a visão. De acordo com o oftalmologista Felipe Bakowicz, se não tratado, o quadro apresenta evolução, reduz indo a capacidade da visão e podendo chegar ao estágio de cegueira.

A doença pode estar presente da forma congênita, desde o nascimento, ou também decorrer do envelhecimento, chamada de catarata senil, mais comum. Dessa forma, surge com mais frequência entre pessoas com idade superior a 60 anos.

Ela também pode ser secundária, decorrente de doenças sistêmicas, como a diabetes; doenças oculares, como o glaucoma; uso de medicamentos, como corticoides; traumas e fatores genéticos.

Sintomas

Um dos sintomas característicos da doença é a visão embaçada, ou seja, a dificuldade de enxergar com nitidez. Esse indício pode ser confundido com o de outros casos, como o de miopia, por exemplo. Por esse motivo é importante a busca por um médico para realizar uma avaliação completa no surgimento de qualquer dificuldade visual.

Prevenção e tratamento

A prevenção deve ter início ainda nos recém-nascidos por meio do teste do olhinho, que permite o diagnóstico precoce dessa e de várias outras doenças relacionadas à visão. Também deve-se evitar os fatores de risco, como maus hábitos alimentares e stress, e principalmente a excessiva exposição à radiação ultravioleta emitida pelo sol.

Quando diagnosticada, mesmo em estado avançado, a doença pode ser corrigida. O tratamento para a catarata é apenas cirúrgico, em um procedimento que substitui o cristalino afetado por uma lente intraocular que irá realizar a função original. A cirurgia é realizada quando a vis&atil de;o não permite mais a realização de tarefas do dia a dia, como leitura e direção, por exemplo. Sendo corrigida, não há risco da catarata retornar.

"Atualmente, graças aos avanços tecnológicos, a cirurgia é considerada segura e de uma recuperação relativamente rápida", explica o olftamologista Bakowicz. Entre as técnicas para realizá-la estão extração extracapsular do cristalino e a facoemulsificação. No primeiro caso é realizada uma grande incisão que retira o cristalino e o substitui pela lente intraocular. Já a facoemulsificação é a técnica mais avançada, que realiza uma pequena abertura no olho pela qual o cristalino é quebrado em pedaços e aspirado. Depois é colocada uma lente intraocular para compensar o grau do olho. Com essa técnica, não há necessidade de fazer pontos no paciente.

Atualmente existem vários modelos de lentes intraoculares que, além de ajudarem no tratamento da catarata, também podem corrigir o astigmatismo e a presbiopia, mais conhecida como vista cansada. 

 

 

Ver comentários
Escrever comentários

Encontre um tema na

Busca por conteúdo





Edição impressa Edição 667

Foto memória Foto memória

Art

PC Health

Phisical Academia

Sanlart Supermercado

Konder Baterias

Coorsel

Reunidas Transporte

Acirj

Cermoful

Publicidade Folha Regional

Pass Brescel
logo

Rua João Evangelista, 211 - Caixa Postal 07 - Riachinho - Jaguaruna -SC

Telefone: (48) 3624-1489 email: jornalfolharegional@gmail.com