Fórum discute propostas do setor

03 Novembro 2018 05:03:39

Representantes do poder público e da comunidade encaminharam o planejamento para a área.

O primeiro passo foi dado. Seara fez em 2013 adesão ao acordo federativo para construção do Plano Municipal de Cultura. De lá para cá, diversos encaminhamentos foram dados. São ações prévias que obrigatoriamente precisam ocorrer para que se inicie o processo de elaboração do documento que norteará e fomentará o setor para no mínimo 10 anos.
Na última quarta-feira, no Auditório Municipal, foi a vez de a comunidade conhecer e compreender a importância do projeto no primeiro Fórum de Elaboração do Plano Municipal de Cultura de Seara. O evento teve boa participação de entidades representativas.
A mediadora foi a ex-presidente de Cultura de Santa Catarina, Roselaine Vinhas. Ela salientou que "esse é o momento histórico mais importante para traçar o desenvolvimento cultural de um município, pois estabelece os caminhos por onde a cultura será tratada, incentivada e cuidada como a boa saúde de uma cidade na área para 10 anos". O processo seguirá até a metade de 2019, quando a documentação será entregue.
Roselaine Vinhas explicou que será necessário, antes da conclusão do Plano, um segundo Fórum. "Nele acontecerá a validação da minuta com a apresentação das demandas sugeridas e aprovação. Na sequência, junto ao Conselho Municipal de Cultura que será formalizado, a documentação será entregue ao prefeito, que fará os encaminhamentos legais, incluindo o envio para a aprovação dos Vereadores e posterior sanção da lei".
A superintendente da Casa da Cultura, Elaine Benetti, mostrou aos participantes todos os pontos que integram a cultura do município - Casa da Cultura, Biblioteca Pública e Museu Fritz Plaumann. Fazem parte também entidades culturais e pontos turísticos, mesmo que estejam desativados, como a pista de parapente e as cachoeiras.
As principais sugestões foram: Fortalecer a ação do Estado no planejamento e na execução das políticas culturais; Incentivar, proteger e valorizar a diversidade artística e cultural local; Universalizar o acesso dos munícipes à fruição e à produção; Ampliar a participação da Cultura no desenvolvimento socioeconômico sustentável e Consolidar os sistemas de participação social e gestão das políticas culturais.


SOSDesaparecidos.fw.png
891072570.jpg

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Jornal FolhaSete