SENAI Itapiranga oferece curso técnico em segurança do trabalho

Assessoria de Comunicação

Objetivos do Curso

Oferecer qualificação profissional que oriente tecnicamente o cumprimento das legislações aplicáveis à saúde, à segurança do trabalho e ao meio ambiente. Além disso, possibilita trabalhar na análise dos riscos e doenças do trabalho, emitindo parecer técnico e propondo medidas de prevenção e controle de acordo com as normas vigentes.

Público Alvo 

Este curso é destinado a todos que estão cursando a partir do 2º ano ou já concluíram o Ensino Médio e que desejam aprender uma profissão, entrar no mercado de trabalho ou buscar uma melhor colocação na empresa em que trabalha.

Tempo de Duração: 2 anos, divididos em quatro semestres; 

Carga horária: 1.200 horas

Período das inscrições: até 03/08/2019

Início das aulas: dia 5 de agosto de 2019

Valor da mensalidade: até 32 parcelas de 270,00

Local das aulas: SENAI Unidade de Itapiranga - Anexo ao complexo October

DEMAIS INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO 

Como está o cenário do mercado (vagas) para os alunos formados nesse curso? 

O mercado de trabalho para o Técnico em Segurança do Trabalho passa por um bom momento em diferentes regiões do país. Está aquecido não somente pela obrigatoriedade do cargo, conforme previsto no artigo 162 da Consolidação das Leis do Trabalho, como também pela conscientização de muitos gestores e empregadores que têm se atentado para a importância desse profissional nas empresas. Com a implantação do eSocial as atividades do Técnico em Segurança do Trabalho vão contribuir muito nesse cenário.

Qual tipo de empresa necessita de profissionais que fazem esse curso técnico?  

O Técnico em Segurança do Trabalho pode atuar tanto em empresas públicas e privadas de portes pequenos quanto em multinacionais e em qualquer setor da economia. Também atua em órgãos oficiais, acompanhando e participando, por exemplo, dos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT).

Em muitas empresas há a obrigatoriedade de se contratar um Técnico em Segurança do Trabalho, a cada 50 funcionários trabalhando é necessário ao menos um Técnico em Segurança do Trabalho, é possível afirmar que há uma maior necessidade de contratação, conforme o número de funcionários e o grau de risco que a instituição está enquadrada.

Para atuar em órgãos públicos é necessário prestar concurso, enquanto nas empresas privadas será preciso participar das seleções para as vagas, quando o profissional opta pela empresa pode atuar em diversos ramos, alguns exemplos abaixo:

- Construção Civil;

- Hospitais, Postos de saúde, clinicas, farmácias;

- Metalúrgicas;

- Indústrias;

- Agroindústrias;

- Abate e Processamento;

- Laticínios;

- Postos de combustíveis;

- Supermercados;

- Mecânicas;

Ainda há uma terceira opção que envolve empreendedorismo, no caso, para abertura de uma empresa relacionada ao segmento de Segurança do Trabalho. Há um campo amplo a ser explorado que varia entre lojas que oferecem equipamentos de proteção individual até consultorias e assessorias para atender empresas ou órgãos públicos.

Onde e com o quê o egresso desse curso pode trabalhar? 

Com esse curso, você se torna um profissional qualificado para orientar tecnicamente o cumprimento das legislações aplicáveis à saúde, à segurança do trabalho e ao meio ambiente. Além disso, você pode trabalhar na análise dos riscos e doenças do trabalho, emitindo parecer técnico e propondo medidas para melhorar o ambiente laboral.

Com um campo amplo de trabalho, o técnico em Segurança do Trabalho atua em função da prevenção de acidentes que possam ocorrer no âmbito do trabalho, investigando, analisando e recomendando práticas para prevenção e controle de acidentes e doenças ocupacionais. Também supervisiona os trabalhos, participa da criação de procedimentos e programas de prevenção de acidentes, ministra palestras, orienta quanto ao uso de equipamentos de proteção individual e coletiva, entre outros treinamentos relacionados à segurança no ambiente de trabalho.

O que o SENAI tem como diferencial para esse curso? 

O curso possui orientadores técnicos capacitados, aulas contextualizadas com a teoria e pratica, equipamentos e uma metodologia para coletar e organizar informações para emitir relatórios técnicos com investigação, analise, recomendações e medidas de controle, utilizando os laboratórios da unidade do Senai para mediar a construção do conhecimento e desenvolver as habilidades do futuro profissional de segurança do trabalho.

Média salarial da região ou Brasil? 

A remuneração e o piso salarial são definidos pelo sindicato de cada região, variando de acordo com a cidade, estado ou setor de atuação. Sindicatos como o de São Paulo, estabelecem pisos de acordo com o setor que o profissional atua, a exemplo de hospitais, comércio, construção civil, engenharia e indústria. Naquele estado, o maior piso salarial é para os Técnicos em Segurança do Trabalho que atuam no segmento de engenharia consultiva, no valor de R$ 3.230.00. Em Santa Catarina o piso salarial depende da região, aqui no extremo oeste, os salários variam de R$ 1.500,00 a 4.500,00, dependendo da experiência e formação adequada o salário pode ultrapassar esses valores.




EDIÇÃO IMPRESSA

Capa



VÍDEOS



Endereço:
Rua: São Bonifácio, N78, Centro
Itapiranga - SC - Brasil - CEP: 89896-000
Telefone: (49) 3677-0907