Eclipse com 'Lua de sangue' é visto na região

O fenômeno ocorreu na madrugada de segunda-feira, 21, durante o eclipse total da Superlua

Jeferson Müller
Superlua surgiu por volta das 20h30 de domingo, 20. Destaque para a igreja de La. Beato Roque/São João do Oeste que ficou em primeiro plano

O nome pode parecer assustador, mas a Lua de Sangue, ou Lua Sangrenta, é um dos fenômenos astronômicos mais belos que podemos observar a olho nu. Como a lua sangrando pode ser algo belo? Na verdade, Lua de Sangue é só um nome impactante que deram para o fenômeno em que a lua fica avermelhada.

O fenômeno é raro e acontece em eclipses da superlua. O eclipse lunar ocorre quando o Sol, a Terra e a Lua estão em perfeito alinhamento, e o planeta fica no centro. Em relação ao Sol, a Lua é ocultada pela Terra, ou seja, os raios solares não chegam até o satélite, e a sombra do planeta é projetada na Lua, que "escurece". Já a superlua ocorre quando o satélite está na sua fase cheia e no ponto mais próximo da Terra, conhecido como perigeu.

A junção dos dois fenômenos, eclipse lunar e superlua, causa a Lua de Sangue. A cor avermelhada deve-se a uma relação entre a proximidade da Lua com a atmosfera terrestre e os raios solares. O sol emite luzes de todas as cores, mas quando a Lua está próxima da Terra, apenas as cores de baixa frequência, como o vermelho, são refletidas da atmosfera terrestre para o nosso satélite natural, o que torna a Lua vermelha.

Quem perdeu o eclipse lunar total de segunda-feira só terá outra chance em 16 de maio de 2022. Antes disso, em 2021, outro fenômeno lunar poderá ser observado parcialmente do Brasil. O resto do mundo terá mais sorte e poderá acompanhar outros eclipses parciais nesse meio-tempo. Neste ano, no dia 2 de julho, os vizinhos Chile e Argentina ainda devem observar um eclipse solar total. O fenômeno é bastante raro - e mais interessante: a Lua passará entre a Terra e o Sol, "tampando" sua luz. Quando a estrela ficar escura por alguns minutos, os animais se esconderão. Por ser visível de uma faixa muito pequena na Terra, pouquíssimas pessoas já conseguiram acompanhar o fenômeno.




EDIÇÃO IMPRESSA

Capa



VÍDEOS



Endereço:
Rua: São Bonifácio, N78, Centro
Itapiranga - SC - Brasil - CEP: 89896-000
Telefone: (49) 3677-0907