COVID-19

'Não temos mais onde colocar pacientes' - afirma diretor do Hospital Regional de São Miguel do Oeste

Camila Stuelp

Na manhã de terça-feira, 02, direção e médicos do Hospital Regional Teresinha Gaio Basso - Instituto Santé de São Miguel do Oeste, concederam entrevista coletiva aos meios de comunicação da região, com objetivo de prestar esclarecimentos acerca da situação do Covid-19.

De acordo com o diretor geral, Rodrigo Lopes, a região do grande Oeste é a que mais tem pacientes aguardando por leitos de UTI - cerca de 140 pessoas.

O diretor relatou que na segunda-feira, 1º, o Hospital Regional emitiu um comunicado ao Estado, alertando sobre a ocupação de 100% da capacidade de leitos e atendimento. "Temos 25 leitos de UTI Covid e 10 leitos de UTI geral, todos estão lotados. Atualmente, não conseguimos atender nenhum paciente, seja qual for a patologia (um infartado, por exemplo)", explicou.

Além disso, 15 pacientes aguardam vaga em leito de UTI - 80% dessas pessoas são do Extremo Oeste. Desses 15 pacientes, 10 estão entubados. De acordo com a direção do Hospital, eles estão recebendo atendimento médico e atenção necessária para manutenção da situação, até estar disponível uma vaga.

O diretor registra que, desde o início da pandemia, 403 pacientes foram internados com Covid-19 na enfermaria do Hospital Regional em São Miguel do Oeste. 231 pacientes estiveram na UTI e 131 foram a óbito. "Cerca de 60% dos pacientes que chega a UTI, acaba vindo a óbito". Chama atenção o aumento dos números neste ano: em 2020 foram 80 óbitos e, em 2021, somente em dois meses já somam 60 mortes.

O diretor afirmou ainda que o Hospital Regional não sofre com falta de insumos como oxigênio, entretanto o consumo está muito alto e o controle é feito de forma diária.

Imagens


EDIÇÃO IMPRESSA

Capa



VÍDEOS



Endereço:
Rua: São Bonifácio, N78, Centro
Itapiranga - SC - Brasil - CEP: 89896-000
Telefone: (49) 3677-0907