IPTU 2019 de Penha tem reajuste de 4,19%

Em nota oficial, o Governo também confirmou que os boletos já podem ser impressos através do site

IPTU PEnha.jpg

A Prefeitura de Penha confirmou nesta quarta-feira, 2, que o valor do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) 2019 foi reajustado em 4,1926%, conforme Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Em nota oficial, o Governo também confirmou que os boletos já podem ser impressos através do site oficial da Prefeitura.

Os donos de imóveis que têm cadastro com a Prefeitura de Penha podem solicitar o boleto para pagamento do IPTU no site www.penha.sc.gov.br. A solicitação do boleto pode ser feita através do site www.penha.sc.gov.br ou do e-mail: iptu@penha.sc.gov.br. Outra forma de solicitação pode ser diretamente com o Setor de Tributação e Cadastro da Secretaria da Fazenda do município.

O pagamento pode ser feito das seguintes formas: cota única com desconto de 10% até o dia 20/02/2019 e com 5% até o dia 20/03/2019, ou parcelado em doze vezes, mas sem desconto.

Por motivos de atrasos no processo licitatório da confecção dos carnês, a Secretaria da Fazenda através do Decreto Municipal nº. 3358/2018 de 20 de dezembro de 2018, optou em prorrogar os vencimentos dos tributos no objetivo de garantir que todo contribuinte receba a devida notificação de lançamento dos impostos e taxas que também foi pulicado no Diário Oficial dos Municípios.

Para o ano de 2019 tem uma novidade, buscando economizar nas tarifas bancárias, nos custos de postagens e na busca da preservação do meio ambiente, a Secretaria da Fazenda optou em fazer um encarte disponibilizando somente o boleto cota única com 10% de desconto e o boleto cota única com 5% de desconto, onde o vencimento dos mesmos se dará nos dias 20/02 e 20/03, respectivamente. Para quem parcelar, fica estabelecida a data de vencimento sempre no dia 20 de cada mês, tendo início o dia 20/02/2019 para a 1ª parcela.

 

Imagens






14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e Jornal do Comércio