Enxadrista de Penha conquista quarto lugar no Campeonato Brasileiro

“Acredito que a atleta tem potencial para ser profissional. Num futuro muito breve”, completou o professor da atleta, Mariana Nara santa da Costa; competição foi disputada em Minas Gerais

FELIPE BIEGING, JORNALISTA
MAriana2.jpg

Mariana Nara Santana da Costa (9 anos), enxadrista de Penha, é a quarta melhor atleta do Brasil em sua categoria (até o 4º ano do ensino fundamental). A conquista da aluna da Escola Isolada Municipal Horacina Soares Francisco, veio durante a disputa do Campeonato Brasileiro Escolar de Xadrez, contra outros 24 atletas, em Caxambu, Minas Gerais, nos dias 20 a 22. Mariana se classificou para o Sul-americano, que será em dezembro.

“Acho que a minha participação no campeonato foi muito boa. O Brasileiro é muito difícil, então o quarto lugar é muito bom. Eu ganhei quatro partidas seguidas e campeão brasileira perdeu uma partida e essa partida que ela perdeu foi pra mim – então isso já é muito bom. Eu venci a campeão brasileira”, detalhou Mariana ao Jornal do Comércio.

Mariana é aluna supervisionada pela unidade escolar e integrante do Programa Contraturno, da Fundação Municipal de Esportes de Penha (FME). “Acreditava que ficaria entre as 10 melhores. Por exemplo, chegar na última rodada precisando vencer pra ficar entre as 10. Mas, chegou na última rodada podendo ser campeã”, enalteceu o professor Michael David da Costa, o Maico.

Em Caxambu, ela disputou seis partidas, venceu quatro. “Acredito que a atleta tem potencial para ser profissional. Num futuro muito breve”, completou o professor. Mariana já era campeã do Torneio Regional da Modalidade ocorrido em Itajaí, onde sagrou-se à etapa nacional, e a credenciou para a competição nacional.

Após o quarto lugar, a enxadrista de Penha se prepara para o Sul-americano da modalidade escolar, em Foz do Iguaçu, no Paraná. Ela segue jogando torneios regionais: dia 28, em Itajaí, e no próximo dia 5, em Navegantes. “Esses torneios regionais são ótimos para treinar, pois joga contra atletas de todas idades e contra meninos também. Sempre é bom estar jogando contra jogadores mais fortes. O Sul-americano é aberto para todos participantes, contudo o resultado foi muito bom (4ª lugar), credencia a ter boas chances”, finalizou Maico.

 

Imagens





14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e Jornal do Comércio