Honda Racing confirma o piçarrense Lucas Dunka na equipe principal

O piloto de 20 anos, morador de Balneário Piçarras, teve o contrato mantido com uma das principais equipes do cenário nacional; na segunda temporada, ele almeja os primeiros títulos

FELIPE BIEGING, JORNALISTA
Lucas Dunka1.jpg
Foto: Divulgação
“Este ano promete muito”, definiu Dunka, que vai correr na categoria MX2/Pro.

O piloto de motocross piçarrense, Lucas Dunka, teve seu contrato com a equipe Honda Racing renovado. O anúncio foi feito no último dia 26, em uma coletiva de imprensa na capital paulista, quando a marca confirmou suas equipes oficiais de Motovelocidade, Motocross, Rally Cross Country, Enduro FIM e Enduro de Regularidade. “Este ano promete muito”, definiu Dunka, que vai correr na categoria MX2/Pro.

E o ano, para Dunka, começa neste final de semana (2 e 3). Ao lado dos pilotos Jetro Salazar, Hector Assunção e Leonardo Souza, ele vai correr na abertura do Campeonato Mundial de Motocross, o GP da Patagônia, na Argentina. É o segundo ano consecutivo que a equipe brasileira da Honda Racing abre a temporada testando máquinas e pilotos ao lado dos melhores do planeta.

Dunka também confirmou que irá disputar o “Brasileiro de Motocross, Arena Cross e algumas etapas do Catarinense de Motocross”. E seu objetivo é alto. Em sua segunda temporada correndo entre os principais pilotos do Brasil, ele almeja os primeiros títulos na Honda. “O Arena Cross e Brasileiro de Motocross. Se Deus permitir quero trazer os dois para Balneário Piçarras”, almejou.

A renovação de contrato manteve o piloto de 20 anos correndo pela MX2/Pro, um passo atrás da MX1/Pro – o ponto mais elevado no Motocross. Mas, ele é paciente e sabe que a experiência o levará até lá. “Ainda é cedo, apesar de que eu disputo a categoria elite também no Campeonato Brasileiro de Motocross - que são as 450cc da MX1 contra nós das 250cc. Mas quero conquistar alguns títulos e depois ir pra MX1”, finalizou.

Em seu currículo, o piloto criado no Motodrómo do Pezão, em Balneário Piçarras, tem dois títulos do Catarinense de Motocross em 2016 (Categorias MX1 e MX2) e também um Catarinense de Motocross 2014 (Categoria Intermediária). Seu pai, Renato Dunka, o Pezão, é o grande incentivador do filho, que cresceu em meio à rotina do motociclismo.

Imagens






14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e Jornal do Comércio