Casan afirma que obras já recomeçaram e espera concluir em junho de 2019

26 Novembro 2018 09:01:05

Informações foram repassadas pela Casan na Câmara de Vereadores, após ser convocada para prestar esclarecimentos sobre as obras de saneamento básico na cidade – até então tidas como paradas

FELIPE BIEGING, JORNALISTA
Saneamento piçarras (4).jpg
Foto: João Pedro Machado | ARQUIVO JC
“A previsão de conclusão das obras é de que ocorra até junho do próximo ano”

A Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) esteve na Câmara de Vereadores de Balneário Piçarras, na sessão ordinária do dia 20, para prestar esclarecimentos a respeito das obras de esgotamento sanitário do município. De acordo com o engenheiro, Felipe Costa Leite, as obras já foram retomadas e devem ser concluídas até junho do próximo ano.

“A previsão de conclusão das obras é de que ocorra até junho do próximo ano”, disse o engenheiro da Casan aos vereadores. Ele garantiu que as obras já estão em andamento e que “atualmente a empreiteira Itajuí concentra seus serviços na ETE (Estação de Tratamento de Esgoto)", em ações menos visíveis aos olhos da população.

Os trabalhos devem ganhar maior vigor em janeiro, quando a empreiteira prometeu iniciar a construção das quatro estações elevatórias de esgoto. “A partir de janeiro a gente vai estar iniciando a construção destas elevatórias e acreditamos que até início de dezembro estejamos com o ofício protocolado na Prefeitura com o planejamento e como o cronograma de obras para execução destas elevatórias”, categorizou.

“A programação é que a partir de janeiro ocorra a mobilização da Itajuí para dar início a essas elevatórias”, completou o engenheiro, que atendeu ao requerimento convocatório do vereador Álvaro Cesar Vieira (PP). Da primeira etapa da obra completa, 55% estão prontos, perfazendo a totalidade na rede de esgotamento (35.134 metros) e para futuras ligações domiciliares (2.552 ligações). Já a ETE, que vem sendo construída no bairro Santo Antônio ao valor de R$ 23,2 milhões, segundo a própria Casan, tem 32% construídos.

Assim que o trabalho for concluído, a Casan vai proceder a etapa de testes do sistema para operação plena. “Após a conclusão das obras civis – tanto das elevatórias quanto da Estação de Tratamento de Esgoto – é realizado o período de testes do sistema, quando são revisados todos os equipamentos e paramentação dos quadros elétricos, para daí sim, colocar o sistema em pré-operação”, confirmou o engenheiro. “A partir do segundo semestre do próximo ano o sistema já deve entrar em pré-operação. Então, a Casan vai começar a notificar os moradores para que possam fazer as ligações na rede coletora”, complementou.

A obra foi paralisada em meados de março, “principalmente por relação a alteração de projetos”, revelou Felipe. Como a licitação da Casan contratou a empresa para executar os serviços de saneamento em duas cidades, questões burocráticas do segundo município incidiram diretamente na paralisação. “Principalmente em Barra do Sul, mas também aconteceu aqui em Balneário Piçarras, alguns problemas fizeram com que a Casan fizesse alterações no projeto [...] Acabou tendo que revisar todo o projeto e com isso houve uma paralisação momentânea das obras”, finalizou.

Os recursos para investimento nas obras são oriundos do Acordo de Empréstimo BZ-P16, firmado com Governo do Estado e Agencia Internacional de Cooperação do Japão (JICA). Foram destinados para obra R$ 50.236.139,49 na implantação do esgotamento sanitário de Balneário Piçarras, que inicialmente irão garantir 47% da cidade com coleta e tratamento de esgoto. 

A Casan obteve o direito de assumir o serviço após assinatura de contrato de concessão pelo período de 35 anos, ato que aconteceu em dezembro de 2015. A assinatura marcou o comprometimento da Casan em injetar R$ 113 milhões no setor, valor previsto no Plano Municipal de Saneamento.   

 






14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina