Circo Escola do Instituto Beto Carrero é contemplado em prêmio de incentivo à cultura

Instituto foi premiado como primeiro colocado na categoria Arte Popular/Cultura Circense do Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura 2019 e receberá R$ 20 mil para ampliar aulas

Foto_002-2019 (Instituto Beto Carrero)_menor.JPG
"O Circo Escola vai além de malabares e acrobacias"

O Circo Escola do Instituto Beto Carrero, que oferece aulas gratuitas a mais de 150 alunos com idades entre 7 e 16 anos, foi contemplado pelo Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura 2019. Inscrito e premiado como primeiro colocado na categoria Arte Popular/Cultura Circense pela região do Vale do Itajaí, o Circo Escola receberá R$ 20 mil reais que serão destinados à ampliação das aulas e manutenção dos equipamentos e utensílios.

“Por sermos uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) todo recurso é bem-vindo para continuarmos o projeto. O Circo Escola vai além de malabares e acrobacias. Aqui ensinamos trabalho em equipe, respeito às diferenças, auxílio ao próximo e outros requisitos tão importantes para o desenvolvimento social”, explica a coordenadora do Instituto Beto Carrero, Rosiane Souza de Souza.

Com promoção da Fundação Catarinense de Cultura do Estado de Santa Catarina, o Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura certifica e distribui recursos do Governo do Estado a projetos de Artes, Patrimônio Cultural e Artes Populares. O Instituto tem como foco “estimular as práticas circenses e com elas levar valores sociais para o convívio em sociedade” e desenvolve seus trabalhos em Penha.

 

Imagens






14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e Jornal do Comércio