Foz do Rio Itajuba volta a assorear e impede trabalho dos pescadores artesanais

27 Julho 2018 15:53:43

Cerca de 50 embarcações que utilizam o rio Itajuba para alcançarem o mar estão ancoradas a espera de uma nova obra emergencial, prometida pela Prefeitura para os próximos dias

Felipe Bieging, jornalista
Barrinha Itajuba - Alan Primitivo.jpg
Foto: Gentileza, Alan Primitivo
“Um mês pedindo socorro e nada"

A Foz do Rio Itajuba, em Barra Velha, voltou a se fechar em virtude de novo assoreamento. A situação negativa evoluiu no último mês, alcançando seu ápice nesta semana – quando o canal para o oceano se tornou praticamente inavegável. A Prefeitura afirmou que irá iniciar a dragagem dentro de alguns dias.

“Um mês pedindo socorro e nada. Vocês (Prefeitura) vão pagar nossa luz, nossa água e o mercado”, questionou o pescador Sandro Gazaniga, em postagem na rede social. Cerca de 50 embarcações utilizam o rio Itajuba para alcançarem o mar. Estima-se que mais ou menos 100 famílias sobrevivam da pesca naquela região.

Um dos pescadores mais antigos da região, Nilton Tomaz, sacramentou que este é um problema rotineiro e que só vai se resolver quando o Governo Municipal fixar uma barra na margem direita do rio. Na manhã de quinta-feira, 26, o prefeito Valter Zimmermann (DEM), este no local e conversou com os pescadores.

Acompanhado do secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Nivaldo Ramos, Valter prometeu que irá fazer a dragagem. “Vão levar a draga que está na barra do Rio Itapocu para o Rio Itajuba. Se não iniciar ainda hoje (27), o trabalho inicia na próxima semana”, afirmou a Prefeitura em nota à imprensa.

Entre janeiro a junho de 2016, um molhe foi fixado na margem esquerda e o rio foi dragado. A obra custou R$ 1.131.224,95 e foi apontada como a solução definitiva para o assoreamento da barrinha. Em setembro, o canal voltou a se fechar, o Governo colocou a culpa em um “ressacão” e precisou dragar o leito novamente. Em outubro do ano passado, mais R$ R$ 47.328,00 foram gastos no desassoreamento de cerca de 400 metros do rio.

Imagens






14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina