IPTU 2020 de Penha tem reajuste de 3,44%

Os carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Penha estão disponíveis para serem retirados na Secretaria da Fazenda

Prefeitura de Penha.jpeg
Foto: Divulgação
O pagamento do IPTU, parcelado em 12 vezes, deve começar a partir de 20 de fevereiro

Com reajuste de 3,44% - baseado no índice de Preços ao Consumidor (IPCA) - os carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Penha estão disponíveis para serem retirados na Secretaria da Fazenda. Também é possível imprimir os boletos pelo www.penha.sc.gov.br. O pagamento do IPTU, parcelado em 12 vezes, deve começar a partir de 20 de fevereiro.

Os carnês também serão enviados pelo correio, mas somente os boletos com opção para pagamento a vista, com desconto de 10% até dia 20 de fevereiro, ou desconto de 5% até dia 20 de março. Os carnês que chegam pelo correio devem ser pagos na Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil, mas os contribuintes que quiserem pagar em outros bancos, poderão pedir novo boleto pela internet, ou na própria Secretaria da Fazenda. 

“Penha é um dos poucos municípios na nossa região que não tem revisto os valores nos últimos anos. Sabemos das dificuldades financeiras do país, e por isso, só fizemos o reajuste da inflação oficial dada pelo governo, na expectativa que o contribuinte mantenha em dia seus impostos, e ajude também a cidade, pois são esses recursos que garantem todos os serviços públicos, como educação, saúde e obras, principalmente”, lembra o secretário da fazenda de Penha, Leandro de Lima Borba.

Dúvidas e maiores informações sobre a emissão dos boletos, negociação de dívidas e opções de pagamento, não só do IPTU, mas também alvarás e outros tributos poderão ser consultadas no setor de tributação da Prefeitura, localizada na sede da Secretaria da Fazenda, situada na Avenida Nereu Ramos, esquina com a Rua Prefeito José João Batista, no centro. O horário de funcionamento é das 12h às 18h.

 






14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e Jornal do Comércio