Penha mantém barreiras sanitárias até a próxima terça-feira, 31

Sem nenhum caso registrado da doença, município segue no esforço de conter a epidemia

Barreiras - Raffael Prado.jpg
Foto: Gentileza, Raffael Prado | Notícias de Penha
O controle dos limites municipais é feito pela Vigilância Sanitária

O prefeito de Penha, Aquiles José Schneider da Costa (MDB), confirmou que as barreiras sanitárias instaladas nos acessos à cidade continuarão pelo novo período de quarentena determinado pelo Governo do Estado. Desta forma, elas seguirão atuando até a próxima terça-feira, 31.

O controle dos limites municipais é feito pela Vigilância Sanitária, em colaboração com Polícia Militar e Departamento de Trânsito. A entrada é facilitada para viaturas da polícia, veículos de função médica, bombeiros e transporte de abastecimento. Moradores de Penha que trabalhem fora da cidade, ou vão a atendimento médico em outro município, devem levar consigo sempre o comprovante de residência.

“Para derrotar essa doença, vamos precisar da colaboração de todos os moradores. Pedimos que fiquem em suas casas, isolados, e só saiam em caso de extrema necessidade”, solicitou Aquiles. A decisão de manter as barreiras foi tomada nesta quarta-feira, 25, durante reunião do Gabinete Especial de Crise.

O Gabinete Especial de Crise também decidiu que não vai abrandar as medidas durante os próximos sete dias, como forma de retardar o máximo possível a chegada da doença em Penha. “O vírus está aí e o melhor remédio ainda é prevenir. Nos prevenindo vamos passar pelo Covid-19 com o menor impacto possível”, resumiu o Prefeito. Os seis casos suspeitos na cidade foram descartados. Há, contudo, pacientes em monitoramento.

Assim como o Governo do Estado, o Governo Municipal espera que a normalidade possa começar a ser restaurada parcialmente a partir da semana que vem, e para isso já estuda elaborar junto as associações comerciais e empresariais um plano de recuperação econômica para a cidade, principalmente preocupado com os trabalhadores autônomos, que prestam serviços e estão sem ganho desde o começo da crise.

Outra iniciativa que já está pronta é um centro de triagem em parceria com o Hospital Nossa Senhora da Penha, onde serão atendidas todas as pessoas com sintomas da covid-19 e recolhidos o material de exame. “Esperamos que não precise abrir, mas se for necessário, já estamos preparados para o aumento do número de atendimentos”, comenta o prefeito.

 

Imagens






14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e Jornal do Comércio