Piçarrense Laís Passos lança seu primeiro livro

13 Junho 2018 21:15:09

Escritora de Balneário Piçarras apresentou a obra “A Segunda Geração. Por trás de seu esquecimento, um mistério abominável” no último dia 29, no Centro Cultural Luiz Telles

Felipe Bieging, jornalista
40653284230_5cedd589eb_z.jpg
Foto: Cleiton Reinert
A ficção científica de 155 páginas é a primeira obra da piçarrense de 28 anos

A Segunda Geração. Por trás de seu esquecimento, um mistério abominável. Escrita pela pedagoga e bombeira militar, Laís dos Passos, a obra foi oficialmente revelada no último dia 29 de maio no Centro Cultural Luiz Telles, em Balneário Piçarras. A ficção científica de 155 páginas é a primeira obra da piçarrense de 28 anos e viaja pelos mistérios de um hospital ocupados por crianças órfãos submetidas a experimentos genéticos.

CLIQUE AQUI E VEJA AS FOTOS DO LANÇAMENTO

“A história trata de um hospital que usa de crianças órfãs para fazer experimentos genéticos. Esses experimentos acabam dando alguns poderes para essas crianças, mas a maioria delas não faz ideia disso. Alguns dos internos conseguem fugir de lá e vivem em grupo, tentando sobreviver. Quando Malu acorda no hospital sem se lembrar de nada, recebe a visita de um desses ex-internos, alertando-lhe que não confie nos médicos daquele hospital, pois nada é o que parece ser. A partir daí a trama vai se desenvolvendo, cheia de mistério e suspense”, descreve Laís.

A inspiração de Laís para o enredo surgiu de filmes, livros, games e séries. “Eu acabo meio que absorvendo um pouco e tudo e criando um universo só meu. Como sempre gostei de escrever, foi fácil começar. O difícil mesmo foi mostrar para alguém. Minha irmã Vitória foi minha primeira leitora e foi ela que me incentivou a publicar no Wattpad, uma plataforma digital. Tempos depois, quando meu marido Adriano descobriu, ele me incentivou a publicar a versão física”, detalha.

Entretanto, a obra ganhou as primeiras páginas por meio de uma brincadeira familiar. “Eu escrevi o primeiro capítulo do livro de brincadeira, para a minha irmã continuar ela. Ela nunca continuou e ficou parado por uns dois anos. Daí tive a ideia de finalizar o livro, mas não lembro como surgiu a ideia. Acho que foram uns seis meses escrevendo ela, até que ela ficasse do jeito que eu queria. Sempre digo que a parte mais fácil é escrever um livro. Depois, na publicação, é que começam os problemas”, recorda.

A obra foi publicada pela Editora Oficina, que tem como editor, o jornalista Luiz Garcia. “Agradeço muito ao Luiz Garcia, por ter tomado a frente e resolvido todos esses problemas”, finalizou Laís, que subsidiou a publicou por conta própria. Ela e está disponível para compra no site da editora (www.oficinabirodecriacao.com.br/casa) ao preço de R$ 20,65.

Imagens






14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina