Segurança dos acessos de Balneário Piçarras volta a ser questionada

06 Agosto 2018 08:59:10

Após acidente com uma vítima fatal, comunidade e políticos cobram a Auto Pista Litoral Sul por melhorias nos acessos, elevando a segurança de quem trafega diariamente pelo trecho

Felipe Bieging, jornalista
siteAcesso Piçarras (5).jpg
Foto: Felipe Bieging
A principal solicitação feita em tribuna foi pelo prolongamento da marginal Norte/Sul

Os acessos às marginais de Balneário Piçarras voltaram a ser o tema principal da política local. Após o acidente de trânsito que resultou na morte de Salvio Kerschbaum, no último dia 25, os vereadores utilizaram a tribuna da Câmara durante a sessão ordinária de 31 de julho para tecer críticas à Auto Pista Litoral Sul e cobrar soluções que elevem a segurança nos acessos Norte e Sul.

Dalva Teixeira (PP), Maurino da Cunha (PSDB), Paulo Coral (PSDB) e João Bento Moraes (PSDB) lamentaram a recente perda. O acidente aconteceu logo no início da marginal, num setor que mescla a alta velocidade dos veículos que deixam a BR-101 com carros que acabam de entrar na marginal vindos da zona rural – e ainda buscam maior velocidade. “Infelizmente levou um grande amigo nosso”, lamentou Dalva. Testemunhas afirmam que a motorista que acessava a marginal forçou uma ultrapassagem e acertou o motociclista de frente.

A principal solicitação feita em tribuna foi pelo prolongamento da marginal Norte/Sul, até as proximidades da subestação de energia da Celesc. Dessa forma, os motoristas que deixam a zona rural acessariam a marginal com maior segurança. Já os motoristas que saíram da BR-101 teriam maior visibilidade. “Não sei em que escolas estes engenheiros foram formados, mas uma saída dessas – eu que sou filho de agricultor – sei que não é viável”, criticou Maurino.

Dalva solicitou à presidência da Câmara que encaminhe moção de desagrada à concessionária que administra a BR-101 e tem gerência sobre as marginais. “Uma moção pelas condições precárias de acesso às marginais do nosso município”, explicou. “O que não dá é mais pais de família, mais pessoas, mais jovens perdem a vida. Hoje foi o Sávio, amanhã pode ser um de nós, nossos filhos...”, completou a vereadora, visivelmente emocionada.

Na visão de Paulo Coral, o acesso ao município deve ser definido como um “erro público que acabam gerando a morte de cidadãos”, citando que o sistema é viciado com relação a melhorar serviços por antecipação. “Infelizmente no Brasil, não é só aqui em Balneário Piçarras, é preciso acontecer tragédias para tomar alguma atitude em uma coisa que estava nítida”, reforçou.

Maior segurança para o acesso Norte/Sul é uma cobrança que já se arrasta há anos. Em 2008, por exemplo, uma reunião com engenheiros do grupo OHL (Auto Pista) aconteceu no local. Houve promessas, mas nada aconteceu. “Perdemos um grande homem, um grande companheiro, um lutador, um guerreiro e um homem de família”, lamentou o presidente da Câmara, João Bento, convidando a comunidade a participar no dia 8, às 19h, de uma audiência pública para discutir justamente sobre o tema.

A periculosidade de entrar em Balneário Piçarras não é tão diferente pelo acesso Sul/Norte. As características são idênticas, com atenuante de um posto de combustíveis nos primeiros metros da marginal.

A reportagem buscou uma versão da Auto Pista Litoral Sul, mas até o fechamento da edição não houve posicionamento.

POLÍCIA CIVIL INSTAURA INQUÉRITO

O delegado de Balneário Piçarras, Márcio Marcelino, confirmou que um inquérito foi instaurado pela Polícia Civil para investigar o acidente e um eventual homicídio culposo – quando uma pessoa mata outra sem intenção. A motorista do veículo que acertou Sálvio, cujo nome foi mantido em segredo pela Polícia, ainda não foi ouvida.

 

Imagens




14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina