Seminário regional Oceano sem plástico acontece dia 8

04 Junho 2018 11:02:35

Evento que debate poluição marinha acontecerá em Balneário Piçarras já tem sua programação definida; um dos palestrantes é o norte-americano Charles Moore

Charles Moore.jpg
Charles Moore é fundador da Algalita Marine Research Foundation

Na próxima sexta-feira, 8, Balneário Piçarras sedia a discussão regional sobre poluição marinha em alusão a semana do meio ambiente. O seminário “Oceano sem plástico – ações em terra que afetam o mar”, acontecerá no auditório do Museu Oceanográfico Univali e contará com palestras, apresentação de casos de sucesso e visita gratuita ao museu.

As inscrições já estão abertas e deverão ser feitas no site da Associação de Municípios da Foz do Rio Itajaí - AMFRI - www.amfri.org.br - clicando no banner, que se encontra na página principal. O prazo para inscrições é 7 de junho e o evento é limitado para 170 pessoas. O evento também será transmitido ao vivo pelo facebook da Prefeitura de Balneário Piçarras.

“O seminário é uma excelente oportunidade para que os municípios possam aprofundar as discussões sobre a poluição dos nossos oceanos. Precisamos estudar, planejar e buscar soluções estratégicas em âmbito regional. Quando verificamos que aproximadamente 80% do lixo encontrado no mar tem origem em terra e que são compostos por materiais plásticos com potencial para reciclagem, entendemos a importância da gestão eficiente de resíduos sólidos nas cidades” frisou presidente da Fundação do Meio Ambiente de Balneário Piçarras, Marcos Zaleski

O debate será fomentado por entendedores do tema, que irão expor o problema, diagnosticando-o, mostrando causas e sugestões. A programação tem nomes como o de Roberta Ruthner (coordenadora nacional do Programa Cidades Lixo Zero), do Instituto Lixo Zero, Fernanda Daltro (representante nacional da ONU Meio Ambiente), Victor Silvestre (Superintendente da FAMAI de Itajaí), Marcos Zaleski, Leana Bernardi (coordenadora nacional do Programa Bandeira Azul) e o capitão norte-americano Charles Moore - que tem como sua maior descoberta, a grande mancha de lixo no Pacífico.

O evento tem o apoio do Museu Oceanográfico Univali, da AMFRI e dos municípios que compõem a associação.

Adesão a Campanha Mares Limpos

No evento acontecerá também a adesão regional dos municípios da Foz do Rio Itajaí a Campanha Mares Limpos, da ONU Meio Ambiente. Lançada na Conferência Mundial sobre Oceanos em Bali, a campanha “Clean Seans”, da ONU Meio Ambiente, exorta os governos a aprovarem políticas de redução de plástico, a indústria a minimizar as embalagens plásticas e redesenhar produtos e convida os consumidores a mudarem seus hábitos de descarte antes que danos irreversíveis aconteçam aos nossos mares. No Brasil, a campanha “Mares Limpos” adapta os esforços globais ao contexto brasileiro.

Captain Charles Moore            

Charles Moore é fundador da Algalita Marine Research Foundation. Ele comanda a embarcação de pesquisa da fundação, a Alguita, documentando as grandes extensões de resíduos de plástico que agora contaminam nossos oceanos. Uma competição de iates pelo Pacífico levou Charles Moore, um veterano do setor marítimo, a descobrir o que alguns consideram o maior "aterro" do mundo - na verdade, uma imensa quantidade de lixo plástico flutuante, duas vezes maior que o Estado do Texas, nos Estados Unidos.

O plástico como problema ambiental

O plástico há muito tempo foi identificado como uma das principais causas de danos ambientais e problemas de saúde: poluem ambientes, matam aves, peixes e outros animais que os confundem com alimentos, danificam terras agrícolas, degradam destinos turísticos e podem servir como criadouros para os mosquitos da dengue, zika e chikungunya. Os números do uso de plástico, no entanto, não param de crescer.

Em 2016, 5,8 milhões de toneladas de produtos plásticos foram produzidas no Brasil. Globalmente, até 2015, a humanidade produziu 8,3 bilhões de toneladas de plástico. Desse montante, cerca de 6,3 bilhões já foram descartadas e cerca de 8 milhões de toneladas de plástico chegam aos nossos oceanos todos os anos. Boa parte desse volume é composta por descartáveis, como copos, sacolas, canudos, garrafas, e microplásticos (pequenas partículas), incluindo microesferas usadas em produtos cosméticos.

Programação Completa

12h45 – Credenciamento

13h – Visita mediada ao Museu Oceanográfico Univali – Grupo I (mediante inscrição prévia)

13h50 – Abertura Oficial

14h – Palestra: “Uma nova alternativa para cidades” | Roberta Ruthner – Instituto Lixo Zero

14h30 – Palestra: Campanha “Mares Limpos” | Fernanda Daltro – ONU Meio Ambiente

15h – Case: Itajaí – Primeira Cidade da América Latina a aderir a “Campanha Mares Limpos”
| Victor Silvestre – Superintendente da FAMAI

15h15 - Adesão dos municípios da AMFRI à “Campanha Mares Limpos” – ONU       

15h30 – Coffee Break

Visita mediada ao Museu Oceanográfico Univali – Grupo II (mediante inscrição prévia)

16h15 – Case: Balneário Piçarras – 1ª Campanha Oceano sem Plástico | Marcos Zaleski – Presidente da FUNDEMA

16h50 – Palestra: “Certificação ambiental de praias para o combate à poluição marinha” | Leana Bernardi – Programa Bandeira Azul

17h15 – Palestra: “Oceanos de plástico” | Captain Charles Moore - EUA | Lixo Marinho - Fundação de Pesquisas Marinhas Algalita e Long Beach Organic - Especialista consagrado pelo combate à poluição do plástico, sua maior descoberta foi a grande mancha de lixo do Pacífico.

18h15 – Debates

18h30 - Encerramento

Imagens

Charles Moore.jpg



14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina