Sergio Moro é o entrevistado do Roda Viva desta segunda-feira, 20

O Roda Viva será transmitido ao vivo, a partir das 22h, na TV Cultura – também através das plataformas Twitter, no Facebook, no YouTube e APP

Sergio Moro TV Cultura.jpg
Foto: TV Cultura

Na próxima segunda-feira, 20, ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, será o entrevistado de um dos mais tradicionais programas jornalísticos do Brasil, o Roda Viva, da TV Cultura. O Roda Viva será transmitido ao vivo, a partir das 22h, com participação do cartunista Paulo Caruso. A entrevista também poderá ser acompanhada no site da emissora, no Twitter, no Facebook, no YouTube e no aplicativo Cultura Digital.

A bancada de entrevistadores será formada por Alan Gripp, diretor de redação de O Globo; Andreza Matais, diretora da sucursal de Brasília, de O Estado de S.Paulo; Leandro Colon, diretor da Sucursal de Brasília, da Folha de S.Paulo; Malu Gaspar, repórter especial da revista Piauí; e Felipe Moura Brasil; diretor de Jornalismo da Rádio Jovem Pan.

Vera Magalhães assume o posto de apresentadora. "Meu objetivo é diversificar ao máximo o perfil dos entrevistados. Na política, abarcar todas as correntes, da esquerda à direita, e, fora dela, trazer para o centro da roda as principais discussões culturais, comportamentais, científicas, jurídicas, econômicas e sociais. Será um grande desafio mesclar nomes consagrados com aqueles que ainda estão fora do radar do grande público, mas têm o que dizer e serão referências em suas áreas num futuro próximo. Acho que o programa tem essa vocação também para antecipar discussões e tendências", afirma Vera.

Sobre Sergio Moro

Ex-Juiz da 13ª Vara da Justiça Federal, em Curitiba, Moro se especializou no combate a crimes financeiros. Trabalhou em casos como o escândalo do Banestado e também colaborou com o STF no caso do Mensalão. Moro ganhou notoriedade, entretanto, devido a sua atuação na Operação Lava Jato – que, segundo o Ministério Público Federal, é o maior caso de corrupção e lavagem de dinheiro já apurado no País, levando à condenação mais de 160 pessoas. Por enquanto, já foram devolvidos aos cofres públicos cerca de 2,5 bilhões de reais, mas há previsão de que outros 13 bilhões devem ser recuperados.

Por sua participação em vários desses processos, como juiz, Moro viu-se no centro de uma polêmica. Admirado por uma parcela da população, que enxerga nele um símbolo da luta contra a corrupção, é acusado, por outros, de parcialidade. Já no cargo de ministro da Justiça do governo de Jair Bolsonaro, foi alvo de críticas pelo site The Intercept, após a divulgação de mensagens trocadas com procuradores da Operação Lava Jato.

Imagens






14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e Jornal do Comércio