Tempo melhora e CASAN intensifica obras de repavimentação em vias beneficiadas com rede de esgoto

As obras se concentram na José Gervásio de Carvalho e Noruega, que recentemente receberam as redes coletoras de esgoto

Repavimentação central.jpg
A CASAN alerta que os usuários ainda não podem interligar seus imóveis à rede coletora

Com a estabilização meteorológica, a empresa Itajui, contratada pela CASAN para executar a obra de implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Balneário Barra do Sul, atua com intensidade na conclusão das ações de repavimentação de duas vias próximas da boca da barra.

As obras se concentram na José Gervásio de Carvalho e Noruega – após já passarem pela Avenida Paulista e Rua José Gervásio de Carvalho dentro de alguns dias. Essas vias já receberam a rede coletora de esgoto e agora estão em processo de reestabelecimento para seu fluxo normal.

A CASAN e a Itajuí lembram que os transtornos temporários serão encerrados com o fim da obra, mas os benefícios do Sistema de Esgotamento Sanitário serão permanentes, levando mais saúde e qualidade de vida à população, valorizando os imóveis e garantindo a balneabilidade das praias.

SEGURANÇA

A CASAN pede aos motoristas e pedestres atenção quanto à sinalização ao transitarem nas proximidades das frentes de trabalho. O objetivo é zelar pela segurança da comunidade e dos trabalhadores envolvidos na obra. É importante que as pessoas respeitem as delimitações de segurança demarcadas pelas equipes de trabalho.

LIGAÇÕES DOMICILIARES SÓ COM AUTORIZAÇÃO

A CASAN alerta que os usuários ainda não podem interligar seus imóveis à rede coletora que está sendo implantada. A Companhia vai informar no devido momento quando e como essa interligação deve ser feita, depois que a Estação de Tratamento de Esgoto estiver totalmente concluída e em operação.

O SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO

Com um investimento total de R$ 46.798.047,00, o Sistema de Esgotamento Sanitário de Balneário Barra do Sul vai atender uma população de 17.543 habitantes, propiciando uma cobertura de 52%. Na prática, serão 3.091 ligações domiciliares que estarão conectadas em 35,4 quilômetros de rede coletora.  O projeto prevê a construção de seis Estações Elevatórias de Esgoto e mais 7,7 quilômetros de rede emissária. A Estação de Tratamento de Esgoto terá capacidade para tratar até 35 litros por segundo.

Imagens






14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e Jornal do Comércio