Justiça decreta prisão de marido de Gabriella Custódio

A Polícia Civil trabalha com a tese de feminícidio

35228435_352038765320995_314045878379741184_n.jpg
Foto: Facebook

O juiz da Vara do Tribunal do Júri de Joinville, Gustavo Henrique Aracheski, decretou na noite desta quinta-feira, 8, a prisão preventiva de Leonardo Nathan Chaves Martins (21 anos) – suspeito confesso de atirar e matar Gabriella Custódio Silva (20 anos), sua esposa. Ele se entregou na tarde desta sexta-feira, 9.

No decorrer das investigações coordenadas pelo delegado Eliezer Bertinotti, Leonardo alegou que o tiro foi acidental e que a arma disparou sozinha no momento em que ele a mostrava para Gabriella. Ela afirmou ainda que a pistola foi jogada no Canal do Linguado, em Joinville, mas se recusou a ir com os investigadores para indicar o local.

A Polícia Civil trabalha com a tese de feminícidio. Gabriella, que é natural de Penha, foi morta no dia 23 de julho, em crime que ocorreu na região de Pirabeiraba, em Joinville. Após ser alvejada, Leonardo a colocou no porta-malas do carro e a deixou no Hospital Bethesda – fugindo em seguida.

Imagens





14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e Jornal do Comércio