Arquiteto apresenta na Câmara projeto que busca inovação nas escolas de Penha

13 Junho 2018 16:09:05

Entre os temas trabalhados, o ARQINOVAESCOLA promoveu debates sobre inclusão social, liberdade de expressão, educação e sustentabilidade

IMG_1471.JPG
Foto: Victor Miranda | CVP
“Nós iniciamos o projeto identificando as necessidades que a escola tem e realizamos oficinas e palestras"

A Tribuna Cidadã foi o principal destaque da 21ª Reunião Ordinária da Câmara de Vereadores de Penha, realizada na segunda-feira (11). O arquiteto Gabriel Volpi apresentou aos parlamentares o projeto piloto intitulado ARQINOVAESCOLA, que é desenvolvido por ele em escolas do nosso município.

Volpi iniciou o trabalho de forma voluntária no ano passado, desenvolvendo o projeto na Escola Básica Municipal Rubens João de Souza e também na Escola de Educação Básica Manoel Henrique de Assis.

“Nós iniciamos o projeto identificando as necessidades que a escola tem e realizamos oficinas e palestras. A partir daí os próprios alunos propuseram ações para melhorar a escola. Ações que foram apresentadas em um intercâmbio promovido entre as escolas, de onde surgiram 38 propostas inovadoras, desenvolvidas pelos 150 alunos que participaram do projeto”, explica o arquiteto.

Entre os temas trabalhados, o ARQINOVAESCOLA promoveu debates sobre inclusão social, liberdade de expressão, educação e sustentabilidade – que foram postos em prática através de um mutirão realizado na Escola Rubens João de Souza. Com o apoio da comunidade, o projeto conseguiu tijolos, tinta, mudas de árvore etc.

 Alunos, professores, pais e membros da comunidade, de forma voluntária, deram início ao trabalho que melhorou significativamente a estrutura da escola.

Após a apresentação, Gabriel Volpi esclareceu dúvidas dos vereadores e debateu sobre a importância de práticas inovadoras no ambiente escolar.

INDICAÇÕES, PEDIDOS DE INFORMAÇÃO E REQUERIMENTOS

Os vereadores encaminharam 13 indicações e três pedidos de informação para o Poder Executivo. Ainda foram encaminhados para a Mesa Diretora três requerimentos externando votos de pesar para famílias de cidadãos penhenses.

Um destaque foi a aprovação do Requerimento nº 24/2018, de autoria do vereador Everaldo Dal Posso, o Italiano (MDB), que requer do Executivo que se realize um chamamento público de responsáveis por sepulturas ou jazigos abandonados, ou em estado de abandono, nos cemitérios municipais.

O requerimento foi discutido e aprovado por todos os vereadores presentes, com a ausência dos vereadores Jesuel Francisco Capela (PSDB) e Joaquim Costa Junior (PP).

Imagens




14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina