Mais de 9 mil títulos eleitorais são cancelados em Balneário Piçarras e Penha

04 Junho 2018 08:40:53

Por não terem realizado o cadastramento biométrico obrigatório até o último dia 9 de maio, mais de 9 mil eleitores estão impedidos de votar nas eleições de outubro, além de outras penas

Felipe Bieging, jornalista
Biometria-1-2-640x439.jpg
Segundo o TRE/SC, agora só é possível regularizar a situação após as eleições

Mais de 9 mil eleitores de Balneário Piçarras e Penha não terão direito ao voto nas eleições nacionais de outubro. Por não terem realizado o cadastramento biométrico obrigatório até o último dia 9 de maio, o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE/SC) confirmou o cancelamento do título e divulgou a relação dos nomes em seu portal oficial.

Em Balneário Piçarras, 3.867 eleitores foram inclusos na lista dos cancelados. Já em Penha, foram 5.237 títulos cancelados pelo não comparecimento na biometria. Segundo o TRE/SC, agora só é possível regularizar a situação após as eleições, porque segundo a legislação, o cadastro eleitoral precisa ser fechado com 151 dias de antecedência da votação. Após as eleições, os eleitores devem procurar o Cartório Eleitoral.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o eleitor que teve o título cancelado ficará impossibilitado de se inscrever em concursos públicos, tirar passaporte ou CPF, renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficiais e obter empréstimos em bancos estatais. Além disso, os eleitores em situação irregular estarão sujeitos ao pagamento de uma multa por estarem impossibilitados de comparecerem ao pleito deste ano.

A recente lista reduziu o colegiado eleitoral das duas cidades. Em 2016, Balneário Piçarras tinha 15.725 eleitores aptos, número que caiu para 13.730 agora. Já Penha passou de 20.971, em 2016, para 17.566 – segundo dados disponíveis no site do TSE.




14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina