Thiago Pinheiro (PSB) reforça convite para que entidades usem Tribuna Popular

27 Agosto 2018 09:58:16

A “Tribuna” foi instituída através da resolução 41/2017, aprovada pelos nove parlamentares em sessão ordinária em dezembro do ano passado, ainda não foi utilizada pela comunidade

Thiago Pinheiro jul 2018 - Fotos Juvan Neto (1).JPG
Foto: Juvan Neto | CVBV
“Na condição de vereador, eu gostaria muito de ver nossas entidades sérias e representativas aproveitando essa vitrine, canal de comunicação oferecido pelo Legislativo”,

Um espaço para a comunidade organizada ser ouvida e explanar suas demandas e proposições. Assim o vereador Thiago Pinheiro (PSB) conceituou a “Tribuna Popular” – cessão de horário disponibilizado pela Câmara de Vereadores de Barra Velha para as associações comunitárias – e que até agora, praticamente oito meses após ser instituído, não foi ainda utilizado pelas entidades.

Conceituando essa ferramenta à disposição da comunidade, Thiago frisa que a tribuna se oferece como um espaço disponível em sessão ordinária, na fase destinada à palavra livre, para manifestação de entidade regularmente inscrita em Barra Velha, sobre assuntos de interesse coletivo do município. “É vedada a manifestação de caráter pessoal”, detalha o vereador. “Pode se expor demandas comunitárias, mas desde que coletivas, em nome dessas associações, entidades ou ONGs”.

Cada entidade dispõe de 10 minutos, e não haverá apartes durante a explanação dos responsáveis. A Câmara de Vereadores está autorizada, pelo regimento, a liberar o uso da “Tribuna Popular” uma vez por mês. Associações culturais, de cidadania, as associações de moradores, colônia de pesca, centros e diretórios acadêmicos estudantis, além de entidades assistenciais de cunho filantrópico, todas estão aptas a dispor desse espaço. 

“Para a utilização, as entidades deverão apresentar requerimento, por escrito, dirigido à presidência da Câmara informando diversos dados, como identificação da agremiação, nome de quem irá se manifestar e o conteúdo a ser exposto”, orienta o vereador. As entidades serão notificadas pela Secretaria da Câmara da data em que poderão usar da “Tribuna Popular”, obedecida ordem de inscrição.

“Na condição de vereador, eu gostaria muito de ver nossas entidades sérias e representativas aproveitando essa vitrine, canal de comunicação oferecido pelo Legislativo”, considerou Thiago, à assessoria de imprensa da Câmara. A “Tribuna Popular” foi instituída através da resolução 41/2017, aprovada pelos nove parlamentares, em sessão ordinária em dezembro do ano passado.

Imagens




14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina