Agentes endêmicos localizam grandes recipientes com água parada em residências

"Essa é a combinação perfeita para um criadouro: água limpa num recipiente com borda”, alerta André Ladewig

b010d426-3b6b-4341-b4bb-7bdcd84c6d49.jpg
“Estamos localizando muitas caixas d’ água totalmente abertas, piscinas esquecidas, baldes, pneus e outros tipos de recipientes totalmente cheiros de água

A equipe do Programa de Combate à Dengue de Balneário Piçarras vem encontrando uma realidade oposta às necessidades no combate ao mosquito Aedes Aegypti - transmissor da zika, a chikungunya e dengue. Nas residências, os agentes endêmicos estão localizando uma série de grandes recipientes de água limpa totalmente descobertos – que elevam consideravelmente o risco de proliferação do mosquito Aedes.

“Estamos localizando muitas caixas d’ água totalmente abertas, piscinas esquecidas, baldes, pneus e outros tipos de recipientes totalmente cheios de água. Essa é a combinação perfeita para um criadouro: água limpa num recipiente com borda”, lamentou o coordenador do Programa, o agente endêmico André Ladewig. A Secretaria de Saúde de Balneário Piçarras reforça que é importante que todos tenham consciência sobre a importância da prevenção.

“Encontrar recipientes cheios de água em regiões de entulho seria normal. Agora, dentro das residências e da forma como estamos vendo, é inaceitável – principalmente no momento em que o assunto está em franca circulação nos meios de comunicação e redes sociais”, acrescentou André. Durante as visitas, os 12 agentes endêmicos reforçam as questões de orientam e solicitam a limpeza imediata dos recipientes.

No primeiro mês do ano, quarenta focos do mosquito Aedes foram localizados. Os bairros do Centro e Nossa senhora da Paz são os que apresentam o maior número de focos, mas a situação de falta de prevenção foi verificada em todos os bairros. “É geral. É uma situação que causa espanto por se tratar de limpeza e saúde pública”, finalizou André. As visitas têm base legal em um Decreto Municipal.

A Prefeitura de Balneário Piçarras editou Decreto Municipal 69, no final de 2019, permitindo que os agentes notifiquem os proprietários de imóveis com risco de proliferação do Aedes (residências e lotes) para que, dentro de 24h, providenciem a limpeza. Caso o proprietário não proceda com a limpeza, a Secretaria de Obras pode realizar o serviço e proceder com a cobrança, que oscila entre 7 UFM (Unidade Fiscal Municipal) até 13 UFM – de acordo com a metragem quadrada. Atualmente, a UFM vale R$ 110,00.

O documento oficial autoriza os agentes endêmicos a adentrarem em imóveis abandonados, quando o proprietário ou responsável legal não é localizado ou mesmo quando há recusa e a situação exige a fiscalização imediata dos profissionais. Em casos mais amenos, haverá notificação e prazo de 24h para abertura do imóvel, sob pena de ingresso compulsório.

O Decreto 69 tem validade de um ano e embasamento legal em outro Decreto publicado também em dezembro: o 053/2019. Nele, o prefeito prorrogou, por 180 dias, o “Estado de Emergência em razão do iminente perigo de epidemia de Dengue, Chicungunya, Febre Amarela e Zika Vírus”. Desta forma, medidas mais ágeis poderão ser tomadas no combate.

FIQUE ATENTO

Como forma de conscientizar a população, a Secretaria de Saúde criou uma campanha própria conscientização social. “Mensagens irão circular nas redes sociais e em meios de comunicação reforçando a importância de a comunidade trabalhar conosco na prevenção. Todos têm uma parcela de contribuição para dar. No final, é Balneário Piçarras que sai ganhando”, frisou a secretária de Saúde, Bruna Emanuela Machado.

Bruna reforça que é preciso que todos estejam engajados na prevenção. “A palavra prevenção é principal termo dentro da campanha de combate ao Aedes. Precisamos estar unidos para que Balneário Piçarras se mantenha livre o mosquito transmissor da doença”, finalizou a secretária de Saúde.

Vídeos

Dengue.mp4






14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e Jornal do Comércio