Luiz Alves confirma que macaco achado em janeiro tinha o vírus da febre amarela

“O resultado testou POSITIVO, ou seja, o vírus está circulando em Luiz Alves”, confirmou o Governo Municipal

15802196777700.jpg
Foto: Peter Schoen/Flickr
Macaco-bugio

A Secretaria de Saúde e Vigilância Epidemiológica de Luiz Alves confirmaram que o macaco encontrado vivo em uma localidade do município, em janeiro, possuía o vírus da febre amarela em seu corpo. Por conta disso, o órgão público da saúde pede que a população se vacine contra a doença.

O corpo do animal foi encaminhado para o Projeto Bugio - local onde faleceu - para análise em laboratório para verificar a existência do vírus. “O resultado testou POSITIVO, ou seja, o vírus está circulando em Luiz Alves. A Secretaria ainda aguarda o resultado de outro animal que está em análise”, afirmou o Gverno Municipal, em nota.

“A vacina é a única forma de se proteger contra a febre amarela! Entre em contato com sua Unidade de Saúde e previna-se”, recomenda a Secretaria de Saúde de Luiz Alves. O órgão ainda faz um apelo: para que animais desta espécie não sejam mortos pela população. “Vale lembrar que os macacos são apenas vítimas, eles NÃO TRANSMITEM febre amarela”.

A recomendação do Governo é para que “caso você encontre algum animal morto ou doente, comunique imediatamente a Secretaria Municipal de Saúde através do fone 47 3377-8670”.






14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e Jornal do Comércio