Piçarras vai notificar proprietários a limparem lotes com risco de proliferação do Aedes

Um decreto municipal irá normatizar a notificação, mas a Secretaria de Saúde adianta que a notificação solicitará a limpeza do lote num prazo máximo de 24 horas por conta ao alto risco do surgimento do Aedes Aegypti

chuvas_0006.jpg
Um decreto municipal irá normatizar a notificação

A Prefeitura de Balneário Piçarras sacramentou um pacote de ações para tentar conter a crescente no número de focos positivos mosquito Aedes Aegypti - transmissor da zika, a chikungunya e dengue. Em reunião realizada na tarde desta segunda-feira, 2, uma das principais medidas será a imediata notificação de limpeza aos proprietários de terrenos baldios em situação de risco de proliferação do mosquito.

Um decreto municipal irá normatizar a notificação, mas a Secretaria de Saúde adianta que a notificação solicitará a limpeza do lote num prazo máximo de 24 horas. “Estamos rodeados por municípios infestados, juntando com a quantidade de terrenos baldios em péssimas condições de limpeza e roçagem favoreceu a infestação de três bairros hoje em nosso município. É uma crescente de focos larvários diariamente.”, explicou a secretária de Saúde, Bruna Emanuela Machado.

Caso o proprietário não proceda com a limpeza, a Secretaria de Obras vai realizar o serviço e proceder com a cobrança, que pode oscilar entre 7 UFM (Unidade Fiscal Municipal) até 13 UFM – de acordo com a metragem quadrada. Atualmente, a UFM vale R$ 110,00. “Muitos terrenos baldios acumulam recipientes propícios para Aedes e por isso precisamos intensificar a limpeza. A medida inicial é conscientizar o proprietário a realizar a limpeza por conta”, detalhou o coordenador do Programa de Combate à Dengue, André Ladewig.

“A ideia da ação é dar agilidade as notificações e a rápida limpeza, observando o ciclo de vida do mosquito”, reforçou André. Atualmente, os agentes endêmicos já localizaram um total de 236 focos positivos do mosquito – sendo os bairros Nossa Senhora da Paz (105), Centro (96) e o Santo Antônio (12) em situação mais intensa.  Nestes bairros, os agentes iniciaram um trabalho mais intenso de visitação e conversa com os moradores para falar sobre a importância de prevenir a água parada.

Outra medida no trabalho de prevenção é de ampliar a equipe de agentes endêmicos. Até o final deste mês, mais 10 agentes devem formar a equipe – que atualmente possui 8 pessoas. A Secretaria de Saúde adquiriu duas novas motocicletas para o trabalho da equipe, elevando para 9. A equipe também possui uma picape e laboratório próprio para análise de todas as larvas coletas nas 236 armadilhas espalhadas pela cidade – sendo 92 em pontos considerados estratégicos.

FIQUE ATENTO

Como forma de conscientizar a população, a Secretaria de Saúde criou uma campanha própria conscientização social. “Mensagens irão circular nas redes sociais e em meios de comunicação reforçando a importância de a comunidade trabalhar conosco na prevenção. Todos têm uma parcela de contribuição para dar. No final, é Balneário Piçarras que sai ganhando”, explicou a secretária de Saúde, Bruna Emanuela Machado. Tais ações são focados justamente na chegada das temporadas de maior calor: primavera e verão. “A tendência é que os focos aumentem e por isso é importante que todos participem da prevenção, pois o mosquito está cada vez mais resistente”, detalhou a secretária.

PREVENÇÃO É O MELHOR REMÉDIO

“A água parada é a principal fonte para o surgimento das larvas do Aedes. Pedimos que à população, principalmente em suas residências, fiquem atentas a locais que possam reservar água”, solicitou André.

Os locais mais comuns são pneus sem uso, latas, garrafas, pratos dos vasos de plantas, caixas d’água descobertas, calhas, piscinas e vasos sanitários sem uso. A fêmea do mosquito pode, também, depositar seus ovos nas paredes internas de bebedouros de animais e em ralos desativados, lajes e em plantas como as bromélias.

A secretária de Saúde, reforça que é preciso que todos estejam engajados na prevenção. “A palavra prevenção é principal termo dentro da campanha de combate ao Aedes. Precisamos estar unidos para que Balneário Piçarras se mantenha livre o mosquito transmissor da doença”, reforçou a secretária de Saúde.






14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e Jornal do Comércio