Ônibus com serviços voltados ao público feminino chegará em Lages em março

02 Março 2018 14:26:00

Serão contempladas as moradoras dos loteamentos, bairros e localidades de Santa Terezinha do Salto Caveiras, Rancho de Tábuas, Potreiros, Vista Alegre, Nadir e Chapada

Marciano Corrêa, Local

Em março, nos dias 19, 26, 27, 28 e 29, estará em Lages o ônibus lilás do Programa "Mulher, Viver sem Violência", da Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, veículos estruturados adequadamente para oferecer atendimento de saúde, psicossocial e jurídico, entre outros, para mulheres moradoras de bairros mais distantes do Centro e em comunidades rurais do município. Serão contempladas as moradoras dos loteamentos, bairros e localidades de Santa Terezinha do Salto Caveiras, Rancho de Tábuas, Potreiros, Vista Alegre, Nadir e Chapada. O segundo ônibus previsto para estar em Lages neste período será deslocado à região da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Brusque. Mas Lages terá uma boa cobertura com um veículo, pois a rede de profissionais envolvida se dedicará a suprir as demandas da comunidade a contento.

O principal objetivo é facilitar o acesso, pelo público feminino, a orientações de direitos, com foco na prevenção e combate à violência verbal, física ou psicológica. A Secretaria Municipal de Política para a Mulher e Assuntos Comunitários e o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM) estão diretamente engajados no evento.

Os "ônibus lilás" são preparados para transitar em áreas rurais e estão equipados para prestar instruções sobre os direitos da mulher e violência doméstica, e para divulgar os serviços públicos existentes para proteção social. Possuem salas com divisórias para assegurar um atendimento privativo e humanizado. A atividade é organizada pela Coordenadoria Estadual da Mulher, em parceria com as Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs) e prefeituras.

A Campanha Permanente Unidades Móveis: Mulheres e Cidadania contempla um dos eixos do Programa "Mulher: Viver sem Violência", para integrar e ampliar os serviços públicos voltados às mulheres em situação de violência, mediante a articulação dos atendimentos especializados no âmbito da saúde, justiça, segurança pública, da rede socioassistencial.

Serão oferecidas informações sobre prevenção à violência, cuidados preventivos ao câncer de mama e do colo do útero, DSTs, INSS, Lei Maria da Penha, Disque 180, órgãos de apoio, assessoria jurídica, dicas sobre legislação, palestras, divulgação do Programa Mesa Brasil, instruções sobre educação financeira, gêneros e direitos humanos atendimento de enfermagem com aferição de pressão arterial e teste de glicemia, palestras preventivas referentes à laqueadura e vasectomia, atendimento sobre reconhecimento de paternidade e direito à pensão alimentícia e exame de DNA, hortas e economia solidária, brinquedos para crianças e apresentações culturais.

Nos dias 8, 15 e 22 de fevereiro foram realizadas reuniões de alinhamento de parcerias e conversas sobre os serviços a serem oferecidos à população no Mês da Mulher, já que em 8 de março é tradicionalmente comemorado o Dia Internacional da Mulher.

Rede de serviço

A prestação dos serviços e amparo estará a cargo de servidores de secretarias municipais, como Política para a Mulher e Assuntos Comunitários, Educação, Serviços Públicos e Meio Ambiente, Assistência Social e Habitação, Agricultura e Pesca e Comunicação Social, Estratégia Saúde da Família do Interior, Ceasm, Cras's, Creas's, além de parceiros voluntários, como Amures/Cisama, CRP/Lages, Sesc, Sesi, Finer, OAB - Comissão Mulher Advogada, Clube de Soroptimistas, CAV/Udesc, Apae, 10ª Promotoria de Justiça, Defensoria Pública, Rede Catarina, Centro de Direitos Humanos e Cidadania Irmã Jandira Bettoni, Gecal/ITCP/Uniplac, CDHC, Adevips, Instituto Paternidade Responsável, Delegacia da Mulher, União das Associações de Moradores (Associação de Moradores de Santa Tezreinha do Salto Caveiras, Jardim Vista Alegre, Boqueirão, Caroba, Macacos, Rancho de Tábuas, Índios, Potreiros, Santa Mônica, loteamentos Nadir e Chapada), Associação Bom Samaritano e Banco da Família.

Foco na prevenção e escuta de casos de violência

Esta será uma oportunidade de o público feminino assimilar e poder disseminar orientações acerca dos problemas que permeiam a violência contra a mulher. Segundo a Polícia Militar (PM), configura-se violência doméstica e familiar contra a mulher qualquer ação ou omissão baseada no gênero que cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial, ocorrida no âmbito da unidade doméstica, compreendida como o espaço de convívio permanente de pessoas, com ou sem vínculo familiar, inclusive as esporadicamente agregadas. Assim como no âmbito da família, compreendida como a comunidade formada por indivíduos que são ou se consideram aparentados, unidos por laços naturais, por afinidade ou por vontade expressa.

Ou, ainda, em qualquer relação íntima de afeto, na qual o agressor conviva ou tenha convivido com a ofendida, independentemente de coabitação. As relações pessoais elencadas independem de orientação sexual.

Programação:

19/03 - 8h30min às 12h: Solenidade de abertura dos trabalhos na sede da Secretaria de Política para a Mulher, com a presença do prefeito Antonio Ceron e demais autoridades

19/03 - 13h30 às 17h30min: Ônibus no bairro Vista Alegre

26/03 - 8h30min às 17h30min: Santa Terezinha do Salto Caveiras

27/03 - 8h30min às 17h30min: Loteamentos Nadir e Chapada

28/03 - 8h30min às 17h30min: Rancho de Tábuas e Potreiros

29/03 - 9h30min às 18h - Praça Joca Neves, com encerramento

Entre os dias 20 e 23/03 o ônibus estará em outros municípios da Serra Catarinense:

20/03 - Palmeira

21/03 - Otacílio Costa

22/03 - Ponte Alta

23/03 - Correia Pinto

Imagens

14472708677060.jpg

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | O Momento