O TEMPO SITE 10 09 2017 EXATO.jpg

Sistema de Integração

01 Novembro 2003 00:00:00

Lideranças fazem reivindicações para melhoria do Sistema de Integração

Aldo Azevedo

Premiação para integrados cujos lotes apresentarem baixos índices de calo de pé. Revisão (possivelmente para o mês de novembro) da planilha de custos, e uma alternativa para baratear o preço do gás a granel. Estes foram alguns dos assuntos debatidos na última semana por representantes da Cooperavisu, da Perdigão, Associação dos Avicultores (Avisa) e líderes da integração, realizada na sede da Avisa em Joaçaba. São nestes encontros,  realizados com  freqüência, que os integrados, através de suas lideranças locais podem fazer as reivindicações que julgam necessárias. ?O gasto do integrado com o gás ? que no pico do inverno pode representar de 30 a 50% do custo de produção, é realmente uma preocupação da Cooperavisu, e estamos tentando uma forma de reduzir este custo?, afirmou o presidente da cooperativa Oreste Guerreiro.    

A diretoria da Cooperavisu informou ainda que está à disposição dos integrados uma linha de financiamento para compra de equipamentos para modernização dos aviários, como por exemplo niples e comedouros, com juros de 1% ao mês. O pagamento pode ser feito de acordo com a entrega dos lotes.

A diretoria da Perdigão, ficou de analisar também a solicitação feita no encontro para que os integrados com maior tempo de vínculo com a empresa sejam reconhecidos de alguma forma, uma homenagem ou mesmo uma premiação. O grupo solicitou ainda que o prazo para pedido de ração final (F-50), que até então pode ser feito junto a empresa até o final da tarde de sexta-feira, seja estendido até o sábado pela manhã.

Outra grande preocupação dos dirigentes da entidade (Cooperavisu) está relacionado às exigências em relação ao cumprimento de inúmeras leis ambientais. Os integrados precisam se adequar a elas e isso envolve investimentos financeiros, o que nem sempre é possível de ser realizado. ?Estamos tratando desse assunto com cuidado a alertando nossos associados para que se adaptem à legislação?, disse o presidente da Avisa Sergio De Carli. 

           

 



Menu

Contatos