O TEMPO SITE 10 09 2017 EXATO.jpg

Hiperplasia benigna da próstata (HBP)

11 Janeiro 2019 16:38:57

Dr. Cesar A. Bombardelli

Hiperplasia 1.jpg
Dr. Cesar A. Bombardelli - Médico Urologista e cooperado Unimed Chapecó.

 

Dr. Cesar A. Bombardelli

Médico Urologista e cooperado Unimed Chapecó

 

À medida que envelhecem, muitos homens experimentam um conjunto de sintomas e manifestações clínicas pertinentes ao aparelho urinário, tais como: desejo de urinar e frequência miccional aumentada, demora para iniciar o jato urinário, jato urinário fraco e interrompido, necessidade de fazer força na hora de expelir a urina, sensação de esvaziamento incompleto da bexiga ao final das micções e sono interrompido de madrugada por desejo aumentado de urinar e ardência na hora de urinar. Todos estes sintomas podem ser atribuídos a um aumento anormal da próstata, condição esta conhecida como Hiperplasia Prostática Benigna- HBP, que afeta metade da população masculina entre 50 e 60 anos de idade e até quase 90% dos indivíduos a partir dos 80 anos.

A explicação para o início deste quadro conhecido como HBP deve-se ao posicionamento anatômico da próstata, que fica localizada abaixo da bexiga e é atravessada pela uretra, em sentido vertical. Este canal é responsável pelo fluxo de escoamento da urina, da bexiga para o exterior. Quando saudável, a próstata exibe o tamanho de uma amêndoa e a porção da uretra que a atravessa está livre, permitindo a passagem da urina, sem opor nenhuma resistência. Quando afetada pela Hiperplasia Benigna, a próstata exibe um crescimento anômalo de seus lobos, o que “aperta” a uretra em seu interior, dificultando a passagem da urina e causando todos os sintomas e manifestações, anteriormente descritos. Apesar do desconforto causado aos homens afetados por ela, a HBP não é câncer, pois não possui comportamento de doença maligna e nem todos os pacientes necessitarão tratamento médico imediato, senão aqueles que se apresentem com um grau significativo de incômodo e desconforto.

O diagnóstico clínico desta enfermidade urológica está embasado na entrevista médica, seguido do tradicional exame digital (toque retal) da próstata, o qual permite constatar o aumento anormal da glândula. Exames adicionais de imagem, como a ultrassonografia do aparelho urinário/próstata e laboratoriais (exames de urina e o PSA – Antígeno Prostático Específico) fazem parte do protocolo investigativo e auxiliam no planejamento terapêutico do paciente.

O objetivo capital do tratamento da Hiperplasia Benigna da Próstata – HBP é o desbloqueio da porção intra prostática, permitindo, assim, o livre fluxo da urina. Existem várias opções de tratamento, desde a utilização de medicamentos específicos que pelo seu efeito farmacológico, relaxam a musculatura lisa do assoalho da bexiga, do colo e da uretra prostática e inibem o crescimento progressivo da próstata, até o tratamento cirúrgico, que promove uma desobstrução uretral em caráter definitivo.

Converse com seu médico

Se você apresenta sintomas urinários leves, moderados ou severos e possui HBP; está procurando tratamento especializado pela primeira vez ou não se sente satisfeito com o tratamento medicamentoso, em curso, outras opções, mais eficazes e bastante seguras, estão disponíveis e poderão ser indicadas para o seu tratamento. É muito importante conversar com o seu urologista de confiança e discutir todas as opções de tratamento disponíveis, que melhor se apliquem ao seu tratamento.

Foto 02 -  Dr. Cesar A. Bombardelli - Médico Urologista e cooperado Unimed Chapecó

MARCOS A. BEDIN

Registro de jornalista profissional MTE SC-00085-JP

Matrícula SJPSC 0172

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

Imagens




Menu

Contatos