O TEMPO SITE 10 09 2017 EXATO.jpg

LIGEIRINHO

15 Maio 2019 13:22:54

Recado da comunidade

Artigo-Ligeirinho.JPG

Continua fechado / interditado o Posto de Saúde do loteamento mais antigo de Capinzal

 

No dia 08 de maio, a Vigilância Sanitária da Regional de Saúde de Joaçaba entregou a Secretaria da Saúde de Capinzal auto de infração com interdição da Estratégia Saúde da Família (ESF do São Luiz).

Setembro de 2018 denúncia: mofo, estrutura e materiais.

A solução seria breve, porém, moradores do São Luiz e dos demais loteamentos de sua abrangência passaram a ser atendidos na unidade central, com agendamento de consulta de uma semana para a outra e não mais no mesmo dia.

Primeiro a Prefeitura pretende comprar o terreno ao lado, mas bom fosse se solucionassem os problemas apontados e voltasse a funcionar o quanto antes, e não esperar tanto tempo para retornar o atendimento, já que o postinho era a única estrutura pública que realmente tinham os moradores do loteamento mais antigo de Capinzal: o São Luiz.

Não considere como crítica, e sim, uma sugestão para reabertura do Postinho tão necessário no dia a dia dos moradores, já que a saúde não pode esperar tanto tempo assim.

 

Moção de Repúdio ao MEC

 

Devido aos cortes de investimentos na educação e também no setor agropecuário vereadores de Capinzal fizeram a MOÇÃO DE REPÚDIO Nº 01/2019, sendo assim descrita:

Senhor Presidente,

Apresentamos nos termos do artigo 108 do Regimento interno, Moção de Repúdio ao Ministério da Educação – MEC, pelo corte do orçamento destinado às instituições federais de ensino.

Conforme anunciado, o Governo Federal, por meio do Ministério da Educação (MEC), contingenciou ao menos 30% dos recursos destinados às instituições federais de ensino, como as Universidades Federais e os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Esta contenção pode ser ainda maior, de acordo com a rubrica e a instituição afetada.

No Estado, a Universidade Federal de Santa Catarina, que figura nos rankings internacionais como uma das dez melhores universidades do país, teve retenção de R$ 46 milhões de seu orçamento anual, o que impactará diretamente em seus mais de 43 mil alunos matriculados. A Universidade Federal da Fronteira Sul, com reitoria em Chapecó, terá R$ 18 milhões a menos em seu orçamento para o corrente ano de 2019.

Os Institutos Federais de Educação também sofreram contingenciamento, sendo R$ 23 milhões retidos do Instituto Federal de Santa Catarina e outros R$ 19 milhões do Instituto Federal Catarinense, que está presente na região Meio-Oeste com campi em Fraiburgo, Videira, Concórdia e Luzerna.

Note-se que não se trata de orçamento de Capital, utilizado para melhorias e obras também necessárias ao campus, mas sim de verba de custeio, utilizadas para as despesas correntes, como água, luz, internet, contratos terceirizados de limpeza e vigilância, entre outros. São verbas para manter o funcionamento do campus, que presta em Luzerna uma educação de excelência para mais de 700 alunos, totalmente gratuita e que já oferece à sociedade regional os primeiros frutos desta ainda jovem atuação, como empresas incubadas, serviços e extensão técnica a empresas locais, pesquisa em diversas áreas e, principalmente, fornece profissionais para o desenvolvimento regional, sempre com respeito a pluralidade de pensamento e de maneira ordeira. Caso esse contingenciamento seja mantido, atuação do IFC em Luzerna poderá ser fortemente comprometida, trazendo prejuízos inestimáveis para todo o Vale do Rio do Peixe.

JUSTIFICATIVA: Muitos de nossos munícipes capinzalenses buscam sua formação profissional com estudos nessas entidades de educação.

Os países que detêm uma boa educação, respeito, zelam para o cumprimento das leis, condenam a corrupção, os privilégios e praticam a cidadania, como consequência, desenvolvem-se.

A educação é fundamental para a transformação de uma nação, os países que não valorizam a ética, o trabalho e a educação em geral, apresentam economia frágil, os rendimentos são inferiores, refletindo em todo segmento, como habitação, saúde, qualidade e expectativa de vida.

As nações que priorizam e valorizam a educação têm, com esse objetivo, maneiras concretas de ascensão profissional-econômica através do esforço em anos de estudo e trabalho. O contrário ocorre nos países que não valorizam a educação, a maioria visa uma mudança de vida sem dedicação e esforço.

Do deliberado, dê-se ciência ao Repudiado no endereço: Ministério da Educação - Esplanada dos Ministérios - Edifício Sede - CEP: 70047-900 - Brasília – DF.

Capinzal - SC, em 15 de fevereiro de 2019.

Autores: Renato Marcelo Markus (PR), Gilmar Junior da Silveira (PSD), Alcidir Afonso Coroneti (MDB), Valmor de Vargas (PPS), Carlos Adriano Zocoli (PSDB), Bruno Michel Fávero (SD) e Lucas Antonio Dorini (MDB).  

A maioria dos Vereadores usou da Palavra e se posicionou contra os cortes e disseram que a contenção de gastos deveria dentro do Governo e não nos investimentos na coletividade brasileira, ou seja, cortar o supérfluo: comes e bebes com valores exorbitantes. 

Imagens




Menu

Contatos