O TEMPO SITE 10 09 2017 EXATO.jpg

Vereador Valmor vota contra projeto da Prefeitura de Capinzal:

Que institui a Taxa de Coleta de Resíduos Sólidos, alegando que o povo já paga muitos impostos e taxas.

VALMOR 1 cor.jpg
Vereador Valmor de Vargas (PPS).

Na sessão da Câmara de Capinzal, terça-feira, 06 de março, o vereador Valmor de Vargas (PPS), não fez uso do Expediente Parlamentar, mas usou da palavra livre se manifestando da Tribuna.

Valmor votou contra o Projeto de Lei nº 011, de 2017, que institui a Taxa de Coleta de Resíduos Sólidos no Município de Capinzal, sendo que fez um pequeno comentário sobre a opção de sua votação. Lembrou que o povo já paga a Custeio do Serviço de Iluminação Pública (Cosip), tarifa básica operacional do SIMAE, ainda cota comunitária Bombeiros, cota de participação comunitária ao Hospital Nossa Senhora das Dores, IPTU, taxa de esgoto sendo cobrada em alguns loteamentos do Município, taxa de manutenção da conta bancária, no entanto, nem todos tem um salário que possibilite honrar com todos estes pagamentos.

Caso aprovasse, desce o voto favorável a cobrança da taxa de lixo, estaria colocando na conta do cidadão mais um imposto, no entanto, sabe que a Prefeitura tem suas obrigações de investir em estrutura e infraestrutura, pois o que pesou na votação foi a forma da cobrança por metro quadrado e não pela produção do lixo.

Quanto ao loteamento Parizzotto, na sessão itinerante são 19 anos indicações feitas para ações e serviços, no entanto, estão esperando que sejam concretizadas pela Prefeitura.

 

Link do vídeo da sessão https://www.facebook.com/aldo.azevedo.5/videos/1495556823887843/

 

Imagens




Menu

Contatos