Calor compromete produção de peixes

Produtor deve estar atento para evitar baixa oxigenação da água

Piscicultor Debastiani Tecchio de linha Bonita perdeu mais de 50% da produção devido às altas temperaturas

A mortandade de peixes por conta da estiagem compromete a produção familiar e também comercial. Há alguns dias, por exemplo, moradores entraram em contato com a Belos FM para denunciar a água com coloração escura e espumosa que matou mais de uma centena de peixes no rio Caçador, em Seara.

Esse problema também pode afetar a produção em açudes e tanques. Conforme o engenheiro de Pesca da Epagri, Anastácio Matos, a temperatura das águas está muito acima do normal. "Está entre 30 e 32 graus, quando deveria estar em aproximadamente 25 graus". O agravamento dos problemas se dá pelo baixo nível de oxigenação. O engenheiro destaca que, para combater esse problema, podem ser utilizados aeradores ou outros equipamentos para movimentar a água.

Matos cita que há duas unidades principais de produção comercial de peixes na região, uma em linha Pinhal-Concórdia e outra no município de Presidente Castello Branco, que produzem cerca de 500 toneladas de peixe vivo por ano. Ambas trabalham com produtores integrados. As espécies mais populares são a tilápia, que é o carro-chefe, por ter mercado garantido e boa qualidade da carne, e os quatro tipos de carpa - cabeça grande, chinesa, húngara e a prateada.

Em uma das unidades foi registrado mortandade de duas toneladas de tilápia. Numa média de R$ 8 o quilo do peixe vivo, o prejuízo é de aproximadamente R$ 16 mil. Anastácio salienta que pode ser vantajoso colocar peixes em açudes, desde que seguindo critérios, cuidados e orientações. "O consumo de oxigênio no início não é tão alto, mas aumenta bastante na parte final".

Para quem quer iniciar no ramo da piscicultura, o engenheiro de pesca da Epagri dá algumas dicas. "Ter algum conhecimento na área, atuar com responsabilidade e sempre que for preciso procurar a Epagri nos escritórios municipais. Temos interesse também de trabalhar com produção comercial e a Epagri será parceira caso algum produtor se interessar".

Cuidados

Para o piscicultor Debastiani Tecchio, de linha Bonita-Seara, os empecilhos para melhores resultados neste momento são a estiagem e os custos de produção. Os principais desafios para quem tem peixes mais próximos de serem comercializados são a temperatura da água, o PH e ter cuidado com a alimentação. "No meu caso não tenho peixes no tamanho ideal de pesca e, diante deste quadro, vou baixar a produção".






891072570.jpg

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Jornal FolhaSete