Portaria para a prática esportiva

DISCUSSÃO Retorno baseado na matriz de risco gerou incertezas

Sequência das atividades do futsal em análise

A situação da pandemia do novo coronavírus em Santa Catarina ainda é difícil e bastante imprevisível. A esperança era de uma volta gradual das atividades esportivas já nas próximas semanas.
De forma lenta e com todos os cuidados necessários, os dirigentes esportivos projetam o calendário da temporada. Em Seara, o primeiro passo foi dado com o retorno dos treinamentos das equipes de rendimento, do futsal, taekwondo e também os alunos do xadrez. No entanto, uma nova portaria estadual, que entrou em vigor na última quinta-feira, trouxe dúvidas com relação até mesmo ao que já estava em andamento.  
Na próxima segunda-feira seriam abertas as inscrições para as demais escolinhas esportivas. Em função destas novas informações, o superintendente de esportes de Seara, André Luiz Coser, diz que será necessário esperar ver se isso será posto em prática desta maneira mesmo ou se serão feitos novos ajustes. Caso se mantenha a última portaria, os treinos do futsal adulto também precisarão ser suspensos. "A expectativa é positiva, até porque fizemos um protocolo de retorno bastante completo e efetivo", lembrou André.
Nos demais municípios a situação também é de espera por mais informações e, especialmente, de uma melhora na classificação que ainda é de risco máximo para a doença.
A última publicação proíbe praticamente todas as modalidades no risco gravíssimo. A exceção são as competições de nível nacional, como o Campeonato Catarinense de Futebol. O treinamento é permitido nas modalidades individuais, sem contato direto, como atletismo, bocha e tênis.
Nas escolas, é permitido treinamento de todas as modalidades em ambientes abertos e liberadas as modalidades individuais sem contato direto em ambientes fechados, com 25% da capacidade do local.

Dirigentes esperam ajustes

Informações extraoficiais dão conta de possíveis equívocos no teor da publicação, que poderão ser revistos já na próxima semana e que conteria medidas mais brandas. Se não for feita nenhuma alteração, apenas no nível de risco alto o treinamento de todas as modalidades será permitido em ambientes abertos e fechados e as competições ficariam liberadas apenas a partir da classificação de risco moderado.




891072570.jpg

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Jornal FolhaSete