TECHSUN ENERGIA SOLAR

Economize até 95% de energia elétrica com placas solares

Tiago Butzge

A energia solar é uma energia alternativa, renovável e sustentável que funciona utilizando a luz solar como fonte de energia. A energia solar é proveniente da luz do sol e obtida através de placas solares, que têm como função captar a energia luminosa e transformá-la em energia térmica ou elétrica. Depois de transformada ela é injetada na corrente elétrica para utilização em residências, comércios, indústrias e propriedades rurais.

A Techsun Energia Solar é referência em instalação de energia solar na região. A empresa atua há mais de 5 anos no mercado e possui sua sede na rua do Comércio, nº 1015, ao lado da agência Sicredi. Nestes anos de atendimento, a empresa já instalou centenas de sistemas fotovoltaicos na região. "Nossos projetos são instalados de acordo com a necessidade de cada cliente. É feita uma análise minuciosa em cima da fatura de energia e então é elaborado o projeto. Cada projeto é único, dependendo do consumo de energia do cliente. Desde que ingressamos no mercado regional, já instalamos centenas de projetos em residências, indústrias, empresas e propriedades rurais", destaca o administrador da empresa, Márcio L. Petry.

Aneel avisa que bandeira tarifária deve subir mais de 20% por causa da crise hídrica

Conta de luz deve subir outros 5% em 2022

O diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica declarou que a bandeira tarifária vai aumentar ainda mais nas próximas semanas por causa da crise hídrica. O presidente da Câmara disse que, sem medidas para diminuir o consumo, o Brasil corre o risco de ter um racionamento como em 2001.

É a pior seca dos últimos 91 anos e na região dos principais reservatórios do país, Sudeste e Centro-Oeste, que respondem por mais da metade da capacidade da geração de energia. O acionamento das termelétricas custou R$ 4,3 bilhões de janeiro a abril. Até o fim do ano, o total deve ser de R$ 9 bilhões.

O diretor da Aneel, André Pepitone, avisou que a bandeira vermelha deve subir mais de 20% nas próximas semanas e que a conta de luz no ano que vem subirá outros 5%.

"Nós temos condições de atender o consumidor com energia. Entretanto, essa energia está mais cara pelo fato de estar sendo gerada pelas termelétricas. E como finalizamos o período úmido, e o período úmido foi o pior do histórico, então nós não temos praticamente água para usar para atender a geração do país até novembro, como demonstrou aqui o representante do Inpe, segunda quinzena de outubro, que é aguardada nova chuva. Até lá, teremos que atender o país com as térmicas, e o país sendo atendido com as térmicas tem um custo", disse.

A bandeira tarifária mostra o custo da energia gerada. Elas são divididas em três cores: verde, a tarifa básica, sem aumentos no preço da energia; e amarela e vermelha, que sinalizam que há aumento na tarifa. A vermelha tem dois patamares. Neste mês, está vigorando o patamar dois da bandeira vermelha, o mais caro do sistema. Isso significa um valor adicional de R$ 6,24 para cada 100 kwh de energia consumidos.

Energia solar se mostra uma solução frente à crise hídrica

Desde 2019 a energia solar é a mais competitiva do Brasil

A geração própria de energia solar em telhados e pequenos terrenos é hoje uma importante ferramenta para reduzir a demanda por eletricidade no país, sobretudo nos horários de pico, entre 11h e 18h. A tecnologia é estratégica no atual cenário de crise hídrica enfrentada pelo Brasil. O aumento do risco de racionamento levou o governo federal a acionar todas as termelétricas fósseis disponíveis no país, mais caras, poluentes e que têm elevado a conta de luz dos brasileiros com a bandeira vermelha, agora no seu nível mais elevado e caro, o patamar 2. Adicionalmente, o Brasil ficou mais dependente dos países vizinhos, pois passou a importar energia elétrica não apenas do Paraguai, mas também da Argentina e do Uruguai, pagando caro pela energia gerada fora do território nacional.

A avaliação é do presidente executivo da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), Rodrigo Sauaia. Segundo o dirigente, a energia solar gerada pelos próprios consumidores, com 5,8 gigawatts (GW) de potência instalada da fonte solar, já representa um terço da capacidade de Itaipu e fornece eletricidade limpa e barata justamente nos horários de maior demanda, aliviando a operação do sistema.

"Metade de toda a capacidade da geração própria de energia solar do Brasil foi instalada em 2020, com investimentos diretos dos consumidores e da sociedade, sem depender de recursos do governo. Isso demonstra a agilidade e resiliência desta modalidade, que está ajudando muito o Brasil em plena situação de crise hídrica, pois gera uma energia elétrica competitiva, sustentável e que não depende de água", explica.

"Como a energia é gerada junto ou próximo ao local de consumo, ela não usa as linhas de transmissão e ajuda a desafogá-las, além de reduzir as perdas elétricas e de economizar água dos reservatórios das hidrelétricas. Também fornece eletricidade sem emissões de poluentes, nem de gases de efeito estufa", acrescenta Sauaia.

"Desde 2019, a fonte solar fotovoltaica já é a opção mais competitiva do país. Ela também tem rápida implementação, seja em grandes usinas ou na geração própria em residências, pequenos negócios, propriedades rurais e prédios públicos", aponta o presidente executivo da ABSOLAR.


Entre em contato pelo fone (49) 3194 1866 ou WhatsApp (49) 991185566 com Márcio Luís Petry. Acompanhe também as redes sociais: techsunenergiasolar



EDIÇÃO IMPRESSA

Capa



VÍDEOS



Endereço:
Rua: São Bonifácio, N78, Centro
Itapiranga - SC - Brasil - CEP: 89896-000
Telefone: (49) 3677-0907