Jovem lateral direito de Penha é destaque na base do Avaí

Samuel Antônio Laurentino, de apenas 10 anos, já é o capitão da base do time da capital – onde já reside em busca do grande sonho: o profissionalismo

FELIPE FRANCO, JORNALISTA
Samuel6.jpg
" Eu vivo e respiro futebol"

Um jovem talento de Penha começa a ganhar visibilidade no cenário futebolístico. O lateral direito, Samuel Antônio Laurentino, que vai completar 11 anos em abril, é um dos destaques da equipe de base do Avaí. Atual capitão do time, ele vem sendo sondado por grandes clubes do Brasil e já é tido como uma joia pelo clube da capital catarinense.

“Tivemos convites de alguns clubes do Brasil, mas resolvemos ficar no Avaí, que vem dando uma boa estrutura para o crescimento dele. O Samuel ainda é muito novo e acreditamos que a proximidade com a família vai ajudar no desenvolvimento dele, tanto pessoal, quanto esportivo”, detalha o pai do atleta, Ronaldo Antônio Laurentino, o Tito.

Samuel já deixou as origens do bairro Gravatá e agora reside na capital com sua mãe, Lucimeira Laurentino – onde estuda e se dedica ao futebol, sua grande paixão. “O futebol representa tudo para mim. Eu vivo e respiro futebol. Sei que é um mundo bastante concorrido, mas estou disposto a me dedicar integralmente.

Samuel que começou a jogar bola em umas das escolinhas da Prefeitura de Penha, hoje “é considerado uma joia do Avaí. É monitorado por times como Internacional, Grêmio e Flamengo. Mas, sabemos que no mundo do futebol é preciso respeitar as etapas e assim vamos seguindo. Um passo por vez”, acrescenta Tito.

Em busca deste sonho, a família faz seus sacrifícios. Durante a semana, a família se divide. “Ao lado da mãe, sua vida é corrida. O Samuel se desdobra entre Penha e Florianópolis dias de semana. Vem para Penha somente no final de semana. Essa é a nova vida e assim seguiremos em busca do sonho do nosso pequeno”, encerra o pai do jovem prodígio.








14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e Jornal do Comércio