Gincana de Balneário Piçarras é adiada para 2022

"Os gincaneiros que gostariam de participar, a maioria trabalha aos sábados, pois vivem ou trabalham no comércio”

FELIPE FRANCO, JORNALISTA
Gincapi (4).jpg
Foto: Acervo Fundação Municipal de Cultura
Evento foi popular nos anos 90

A Fundação Municipal de Cultura comunicou o adiamento da 6ª edição da Gincana de Balneário Piçarras, a GINCAPI. A decisão foi tomada na terça-feira, 23, três dias após o término do prazo de inscrições e que revelou o perfil das pessoas interessadas em participar do resgate do evento, popular na década de 90.

“O motivo do adiamento para o próximo ano foi pela dificuldade na formação das equipes. Os gincaneiros que gostariam de participar, a maioria trabalha aos sábados, pois vivem ou trabalham no comércio”, detalhou a presidente da Fundação, Iria Lúcia Quintino. A decisão também pesou o momento de pandemia enfrentado.

“Como viemos de um ano com tantas dificuldades financeiras, os líderes das equipes e a comissão organizadora chegaram a um consenso de realizarmos em outra data mais tranquila, provavelmente após a temporada do verão”, acrescentou Iria. O evento seria realizado nos dias 10, 11 e 12 de dezembro.

A ideia realizar o evento é o de promover “um resgate que há muito tempo queríamos fazer já que os primeiros eventos deixaram saudade e ainda hoje são muito comentados e solicitados”, destacou Iria, uma das primeiras organizadoras das gincanas na década de 90.

Imagens






14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e Jornal do Comércio