Piçarraiá quebra próprio recorde da maior canjica do Brasil

O novo recorde foi auditado pela empresa RankBrasil, que aferiu a produção de 2.080 quilos de canjica. No ano passado, durante a terceira edição do Piçarrá, a RankBrasil aferiu a produção de 1,5 tonelada.

Piçarraia7.jpg

O recorde é nosso. Neste sábado, durante a quarta edição do Piçarraiá, Balneário Piçarras quebrou o próprio recorde da maior canjica do Brasil. O novo recorde foi auditado pela empresa RankBrasil, que aferiu a produção de 2.080 quilos de canjica. Tal quantia rendeu a distribuição de aproximadamente cinco mil pratos da sobremesa.

O prato foi servido no começo da tarde, após a animada apresentação da personagem Déte Pexera, que arrancou gargalhadas do público presente. A própria Déte ajudou na distribuição da canjica. No ano passado, durante a terceira edição do Piçarrá, a RankBrasil aferiu a produção de 1,5 tonelada da sobremesa.

A “super canjica” levou 150 quilos de milho, cerca de mil litros de leite e outros mil litros de água; 500 caixinhas de leite condensado (de 395 gramas cada), 150 gramas de cravo, 120 gramas de canela, leite de coco e coco ralado.

Edição também quebrou marca: 25 mil passaram pelo pavilhão

Segundo a secretária de Turismo e Cultura, Susan Corrêa, a tarde de sábado foi o ponto alto da festa, que iniciou na sexta-feira, com apresentações culturais, show nacional com Ataíde e Alexandre e concurso para a escolha do “Casal Piçarraiá”. “Aproximadamente 25 mil pessoas prestigiaram a festa esse ano, mais do que os 20 mil do ano passado. Estamos orgulhosos pela repercussão e receptividade da festa”, comentou Susan. Além de provar a comida típica servida nas barracas, o público delirou com os shows nacionais de Papas da Língua e Jeann e Júllio.

Imagens







14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e Jornal do Comércio