Balneário Piçarras registra primeiro caso de dengue no ano

Paciente de 59 anos, moradora do Nossa Senhora da Conceição, é a primeira pessoa a contrair a doença na cidade – este ano

Aedes.jpg
No ano passado, 18 pessoas contraíram a doença na cidade e 12 moradores em outros municípios

Balneário Piçarras registrou nesta terça-feira, 8, o primeiro caso de paciente que contraiu dengue na cidade. É uma moradora de 59 anos que reside no bairro Nossa Senhora da Conceição. Até o momento, já foram registrados 161 focos do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Chikungunya e o Zika Virus.

Para conter o avanço do mosquito no bairro, após o primeiro caso, a equipe do Programa de Controle e Combate à Dengue realizou o bloqueio de transmissão – que ocorreu em cinco quarteirões que totalizam um raio de 150 metros da residência da pessoa infectada. Nos últimos dez dias (1º a 10 de fevereiro), a cidade registrou 57 novos focos larvários.

“A fêmea bota os ovos em uma superfície na sombra, próximo da água, que com o calor desenvolve a larva. No quinto dia, a larva chega na fase da pupa e no sétimo dia o mosquito pode contaminar”, explica o coordenador do programa, André Luiz Ladewig, destacando que os ovos podem permanecer vivos por até um ano.

No ano passado, 18 pessoas contraíram a doença na cidade e 12 moradores em outros municípios. Ao longo de todo 2021, a cidade registrou 973 focos larvários positivos .A equipe de agentes endêmicos visita semanalmente as 229 armadilhas do município, enquanto os 86 pontos estratégicos, como lavações e floriculturas, são visitados quinzenalmente.

O Aedes aegypti transmite não só a Dengue, como o Zika Vírus e a Chikungunya. Quem apresentar sintomas como febre, dor atrás dos olhos, vômitos, inchaço ou dores nas articulações, manchas vermelhas na pele e coceira deve procurar a Unidade Básica de Saúde do seu bairro.

Programa pede que população denuncie

Segundo a equipe da Secretaria da Saúde, cerca de 80% dos focos ocorrem em pequenos depósitos das residências, como copos e vasos de planta. Depois, em focos maiores como entulhos e pneus. Em 2022, o foco têm sido o descarte inadequado de lixo que gera o acúmulo de água.

Para denunciar acúmulo de água, lixo irregular e pneus, entre em contato com a Ouvidoria Municipal pelo telefone ou WhatsApp 3347-4704. O Programa de Controle e Combate à Dengue recolhe pneus, que são encaminhados para reciclagem em Araquari. Posteriormente, o material é encaminhado para a fabricação de asfalto, entre outros. Somente em 2022, foram recolhidos 186 pneus.

Balneário Piçarras é considerado município infestado

A situação mais crítica está nos bairros do Centro, Nossa Senhora da Paz, Nossa Senhora da Conceição, Santo Antônio e Itacolomi, considerado pela equipe local como infestados pelo mosquito. Para a Vigilância Estadual, a categorização de infestação se dá para todo o município, numa situação que já se arrasta desde dezembro de 2019.

Essa classificação, aferida pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC), se deu em virtude de os agentes endêmicos também terem localizado, com frequência, focos do mosquito em residências situadas em um raio de 300 metros de armadilhas estratégicas do Programa. Desde então, Balneário Piçarras não conseguiu mais controlar a situação, mesmo decretando ações de enfrentando e promovendo mutirões de limpeza.








14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e Jornal do Comércio